Assembleia é o último refúgio dos velhos caciques, mas as urnas deram recado de mudança

A Assembleia Legislativa ainda é um refúgio dos velhos caciques políticos. As eleições de 2018 mostraram isso, mas há um recado quase imperceptível nas urnas: o eleitor caminha para mudar o perfil da casa assim como fez com a bancada federal.

Enrolada com escândalos de corrupção, a Assembleia tende a ser mais fiscalizada pela mídia independente e pelos eleitores nas redes sociais assim como aconteceu com a bancada federal

A casa reelegeu 15 parlamentares a maioria teve votação reduzida (ainda será objeto de um outro texto). A renovação foi de dez cadeiras e é no perfil dos novatos que se percebe o cenário em mudança.

Os novatos em sua maioria fizeram campanhas com pouca estrutura, mas integraram partidos pequenos bem organizados ou coligações que excluíam os velhos caciques do parlamento estadual.

Isso provocou a pulverização de candidatos que ajudou a reduzir a votação dos reeleitos.

Há um indicativo de que o processo de mudança está em curso.

Confira as votações dos deputados estaduais:

EZEQUIEL (PSDB): 58.221 (3,45%)

GUSTAVO CARVALHO PSDB: 47.544 (2,82%)

BERNARDO (AVANTE): 42.049 (2,49%)

TOMBA FARIAS (PSDB): 41.249 (2,45%)

NELTER QUEIROZ (MDB): 40.717 (2,41%)

HERMANO MORAIS (MDB): 38.053 (2,26%)

GALENO TORQUATO (PSD): 34.532 (2,05%)

GEORGE SOARES (PR): 34.263 (2,03%)

RAIMUNDO FERNANDES (PSDB): 33.965 (2,01%)

CRISTIANE DANTAS (PPL): 33.860 (2,01%)

KELPS (SD): 33.819 (2,01%)

GETULIO RÊGO (DEM): 33.477 (1,98%)

ISOLDA DANTAS (PT): 32.963 (1,95%)

KLEBER RODRIGUES (Avante): 32.755 (1,94%)

VIVALDO COSTA (PSD): 32.638 (1,94%)

ALBERT DICKSON (PROS): 31.698 (1,88%)

SOUZA (PHS): 31.097 (1,84%)

CORONEL AZEVEDO (PSL): 27.606 (1,64%)

JOSÉ DIAS (PSDB): 27.275 (1,62%)

FRANCISCO DO PT (PT): 23.448 (1,39%)

EUDIANE MACEDO (PTC): 22.333 (1,32%)

ALLYSON BEZERRA (SD): 20.228 (1,20%)

UBALDO FERNANDES (PTC): 20.148 (1,19%)

SANDRO PIMENTEL (PSOL): 19.158 (1,14%)

Em instantes matéria complementar sobre a redução das votações dos reeleitos.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *