Ausência de governadores do NE a encontro com Bolsonaro é um gesto antipático

Estratégia de governadores do NE é antipática

Vamos colocar as coisas nos seus devidos lugares. Sugerir uma reunião exclusiva dos governadores eleitos e reeleitos do Nordeste com o futuro presidente Jair Bolsonaro (PSL) é uma ótima ideia.

Não ir a reunião de hoje por causa disso é uma péssima ideia. Pior: é um gesto antipático que soa como um boicote.

A necessidade de um encontro reduzido não anula a importância de integração de todos com o novo presidente.

O quadro piora quando praticamente todos os governadores nordestinos foram eleitos pelo campo da esquerda e não possuem afinidades ideológicas com Bolsonaro.

Foi perdida uma oportunidade de se quebrar o gelo e criar pontes para um segundo encontro. Além disso, abre-se margem para fomentar divisões.

Abaixo as notas

NOTA DE ESCLARECIMENTO

 

Os governadores eleitos e reeleitos do Nordeste decidiram, em fórum próprio, que o governador do Piauí, Wellington Dias, representará os estados da região durante a reunião que ocorrerá nesta quarta-feira (13) com o presidente eleito, Jair Bolsonaro, e o futuro ministro da Fazenda, Paulo Guedes. O chefe do executivo piauiense solicitará, na ocasião, uma nova audiência para que os representantes dos estados nordestinos possam tratar e apresentar as demandas e defender os interesses da região.

A governadora eleita do Rio Grande do Norte, senadora Fátima Bezerra, participará na próxima semana do Fórum dos Governadores eleitos e reeleitos do Nordeste, ocasião em que se desenhará uma pauta em comum a ser apresentada ao presidente da República eleito e equipe.

Fátima Bezerra reafirma a total disposição em dialogar com o futuro Governo da República e defender, como sempre fez, os interesses do povo potiguar.

Veja nota dos governadores do NE:

Governadores do Nordeste Unidos e prontos para trabalhar pelo Brasil.

 

“Quando os governadores eleitos pelo DF, SP e RJ tiveram a importante iniciativa deste encontro,  nós do Nordeste, conforme fazemos desde 2004, tínhamos agendado para 21/11 agenda preparatória da região e pedido agenda ao Presidente Eleito para pauta comum. Até 20/11 os governadores  organizaram suas agendas de transição e missões internacionais. Por isto é que coube a mim apresentar neste encontro e ao Presidente eleito Jair Bolsonaro a memória da pauta do Fórum dos Governadores e pedido de agenda sobre Pauta, priorizando no primeiro encontro Fomento ao Crescimento Econômico para Geração de Emprego e também a prioridade para Plano Nacional de Segurança”.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Ausência de governadores do NE a encontro com Bolsonaro é um gesto antipático

  • 15 de novembro de 2018 em 07:52
    Permalink

    É com esse comportamento q as esquerdas sempre se comportaram. É sempre assim. Até quando eles vão seguir com o “nós contra eles”?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *