Beto Rosado defende privatização de campos maduros para retomada de empregos na exploração do petróleo

O deputado federal Beto Rosado (PP-RN), reuniu empresários do setor de óleo e gás e representantes do sindicato dos petroleiros para discutir a abertura da exploração dos poços maduros da Petrobras para a iniciativa privada. Foi nesta sexta-feira (20), na Câmara Municipal de Mossoró.
A cidade foi escolhida por ser a maior produtora de petróleo em terra do país e, nos últimos anos, ter sofrido com o fechamento de 12 mil postos de trabalho no setor. Para o deputado, uma forma de retomar o crescimento é passar para as pequenas empresas o direito de explorar os campos de baixa produção, que já não atraem o interesse da Petrobras como antes.
Hoje, os investimentos da Petrobras estão voltados para os campos de grande produção, principalmente no Pré-sal. Já os campos maduros não são atrativos à estatal pelo alto custo fixo que sua exploração representa. Em contraposição, a pequena empresa, mais flexível e com baixo custo fixo, poderá explorar com lucro.
“Pelos dados levantados, a retomada da exploração dos campos maduros vai beneficiar diretamente mais de 4 milhões de habitantes em 70 municípios desses estados. Os benefícios chegarão, principalmente, através do aumento da arrecadação com Royalties, ISS e a criação de empregos.” destacou Beto Rosado.
Para o deputado, o Brasil não pode abrir mão de suas riquezas e muito menos dos benefícios sociais e econômicos que a produção de petróleo e gás de campos maduros trará para regiões que estão entre as mais pobres do país. Especialmente, os estados da Bahia, Espírito Santo, Sergipe, Alagoas e Rio Grande do Norte.
Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Beto Rosado defende privatização de campos maduros para retomada de empregos na exploração do petróleo

  • 21 de novembro de 2015 em 10:41
    Permalink

    antevejo, pura e simplesmente, um objetivo primordial na presente proposta : o recebimento dos royalties por parte dos proprietário dos terrenos . Tudo o demais dito serve apenas para embrulhar o presente de natal.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *