Câmara aprova parceria com empresa para construção do Parque Ecológico

Foi aprovado por 15 votos a 5, o projeto de lei que estabelece a Parceria Público Privada entre a Prefeitura de Mossoró e a empresa de Call Center A & C que resultará na construção do Parque Ecológico de Mossoró.

A aprovação foi bastante discutida entre as bancadas de oposição e situação. Quem levantou o debate foi o vereador Tomáz Neto (PDT). “Eu não tenho a menor condição de votar uma matéria dessas. Não se pode votar uma matéria dessas sem analisar o projeto. A irresponsabilidade administrativa continua”, disparou.

O pedetista chegou a mostrar um calhamaço de papel dizendo tratar do projeto do terreno às margens do Rio Mossoró, mas foi desmentido pelo líder governista Soldado Jadson (SD). “Essa resma de papel que o senhor está mostrando não é sobre a doação do terreno, mas o outro projeto que trata da reforma administrativa”, argumentou.

Na réplica, Tomáz alegou ter tido pouco tempo para analisar as proposições. “Eu recebi esse projeto no meu gabinete na segunda-feira. A gente não sabe nem quantos metros estão sendo doados”, disparou Tomáz.

A vereadora Izabel Montenegro (PMDB) criticou o colega Tomaz acusando-o de não ter lido o projeto. “Está faltando os vereadores prestarem atenção no que está sendo discutido. Não estamos falando de doação de terreno”, acrescentou.

A parlamentar argumentou que está sendo transferido o local que antes seria na Praça das Oiticicas para a área do Parque Ecológico. “Há um problema jurídico com alguns empresários que reivindicam o projeto”, justificou.

Ela justificou que essa é uma obra jamais vista em Mossoró. “Nunca na história desta cidade uma empresa chegou dando contrapartida. Essa empresa gera 3.200 empregos, colabora com o transporte coletivo dando vales-transportes e agora quer fazer essa obra. Estamos numa discussão pequena simplesmente para mostrar quem é situação e oposição”, acrescentou.

O vereador Genivan Vale (PROS) disse que esse projeto é fruto de uma falta de planejamento. “O que me preocupa é essa falta de planejamento. Nós tínhamos essa praça que estava sendo planejada aí o prefeito tem essa ideia ‘maravilhosa’ e é abraçado por toda a bancada. Não seria melhor um plano junto ao secretário Mairton para despoluir o Rio Mossoró”, disse o parlamentar que questionou os valores.

O líder Jadson explicou no final da votação que a A&C vai fazer o pórtico, vias com asfalto e uma guarita. “O que está sendo feito oferecido pela empresa é o parque da cidade para as pessoas fazerem caminhadas numa área com temperatura amena e agradável”, frisou.

No entanto, Jadson reconheceu que Tomáz tem razão ao cobrar os valores.

No entanto, Lairinho Rosado (PSB) lembrou que a empresa não está fazendo favor a Mossoró. “A & C recebeu incentivos milionários da cidade. Isso não é de graça não”, argumentou.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Câmara aprova parceria com empresa para construção do Parque Ecológico

  • 27 de janeiro de 2016 em 19:25
    Permalink

    Call Center Construtora. CCC.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *