Câmara Municipal trava guerra sem fim e orçamento pode ser votado na próxima legislatura

20161220_100050
Jório está encurralado pela pressão dos colegas

A Câmara Municipal trava uma guerra de bastidores incompreensível para o cidadão menos afeito aos ditames da política. Há quase um mês se tenta votar o orçamento e a oposição de forma legítima está obstruindo a pauta para evitar que se vote a criação da Agência Reguladora do Município e a famosa permuta do terreno da Facene.

A obstrução da chamada “pauta bomba” tem impedido a votação Orçamento Geral do Município (OGM) que seria o ato final desta legislatura que não deixará saudade. Hoje foi tentado um acordo entre o líder da oposição Lairinho Rosado (PSB) e o vice-líder governista Manoel Bezerra (PRTB).Não haveria votação e em seguida convocaria-se uma sessão extraordinária. Mas Jório Nogueira (PSD), presidente da mesa diretora, entendeu que isso não poderia acontecer sem a votação da pauta.

Abaixo o vereador Lairinho dá a versão oposicionista:

Na outra ponta, Jório Nogueira se defende afirmando que é preciso colocar a pauta para ser votada para finalizar com a análise do orçamento. Abaixo o vídeo:

A oposição insiste com o argumento de que não pode votar a Agência Reguladora e a permuta do terreno da Facene porque corre o risco de traições de última hora. A pergunta que fica é se há risco de traição por que ela não ocorre furando a obstrução?

convocacao

A resposta é difícil de se conseguir, mas por via das dúvidas 12 vereadores de oposição e situação assinaram uma convocação de uma sessão extraordinária para amanhã, às 11h30, exclusivamente para apreciar o orçamento.

A prefeita eleita Rosalba Ciarlini (PP) corre o risco de assumir o mandato sem orçamento para movimentar.

 

 

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *