Carlos Eduardo reaparece no debate público rebatendo Lula e tomando as dores das elites do RN

Carlos Eduardo reage a entrevista de Lula (Foto: reprodução)

O ex-prefeito de Natal e candidato derrotado ao Governo do Rio Grande do Norte reapareceu no debate público repercutindo a entrevista do ex-presidente Lula dada ontem a Rádio Difusora (ver AQUI).

Na entrevista de ontem, Lula falou sobre as dificuldades da governadora Fátima Bezerra (PT) em lidar com a herança deixada pelas elites perversas do RN. É o surrado discurso petista, diga-se de passagem.

Carlos Eduardo foi ao twitter comentar o assunto e lembrar que o PT foi aliado das elites.

Para ele a governadora teve tempo suficiente para resolver os problemas do Estado.

PASSADO

Carlos Eduardo se ancora em fatos para sustentar a reação. Mas também é verdade insofismável que ele foi aliado do PT e contou sempre com o apoio de Lula nas suas gestões como prefeito de Natal na década passado além de ter brigado em 2010 para posar como candidato do então presidente (trago esse resgate neste texto de 2018- ver AQUI).

Na verdade todo mundo já foi aliado de todo mundo no RN e hoje a própria Fátima estabelece um ótimo relacionamento com as elites do sofrido elefante que tem sim uma dívida histórica com o povo potiguar.

 

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Carlos Eduardo reaparece no debate público rebatendo Lula e tomando as dores das elites do RN

  • 11 de julho de 2020 em 14:10
    Permalink

    Carlos Eduardo, tem toda razão de criticar Lula, pois quando ele se refere às elites, não reconhece q ele foi um GRANDE, amiguinho dela, pois quais os amigos dele? OAS, ODEBRECHT, UTC e outras. Né mesmo? Por isso tá condenado 2 vezes em segunda instância e uma em terceira instância.
    Mas, todo esforço q as esquerdistas lupetista para enganar ao cidadão junto com a Impresa amiga, não vai prosperar. Pois o povo não.é burro vai botar o PT e coligados no seu lugar. Né não?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *