Fafá Rosado pode ir para o PSDB

Fafá

Sem clima no PMDB mossoroense a ex-prefeita Fafá Rosado deve tomar um novo rumo partidário em 2017. O destino mais provável é o PSDB. O interesse foi manifestado pelo presidente do diretório municipal do partido Tião Couto.

No final de semana ela esteve na casa do tucano em Tibau para uma visita de cortesia. Também estava na casa o ex-deputado federal João Maia (PR) e o empresário Marcelo Alecrim, nome cotado para disputar o Governo ou Senado em 2018.

Segundo Tião, o convite será oficialmente formulado. “Convidar eu vou, mais a decisão vai ser deles. Eu como presidente gostaria muito. Precisamos de quadros bons”, explicou o líder tucano.

Compartilhe:

Rafael Motta classifica reforma da previdência como famigerada

Rafael Motta

O deputado federal Rafael Motta (PSB) criticou a proposta de reforma da previdência que classificou como “famigerada”. “Quero deixar mais uma vez a minha posição contraria a famigerada reforma da previdência”, frisou.

No discurso ele mostrou preocupação com as mulheres, trabalhadores rurais e o tempo de serviço.

Ele fez um apelo para que o PSB vote em bloco contra a proposta do presidente Michel Temer.

Motta se junta aos deputados Zenaide Maia (PR), Beto Rosado (PP), Antonio Jácome (PTN) e Walter Alves (PMDB) na ala dos contrários ao projeto de Temer. Rogério Marinho (PSDB) e Felipe Maia (DEM) apoiam a proposta sendo que o demista defende “ajustes”.

Fábio Faria (PSD) ainda não se posicionou.

Nota do Blog: gostei do discurso de Rafael Motta (PSB). Diferente de Beto Rosado, Walter Alves e Antonio Jácome ele se posicionou contra as propostas enumerando-as e sem subterfúgios como dizer se contrário ao texto original.

Compartilhe:

Beto Rosado explica que audiência com secretário coincidiu com anuncio do governador

beto-rosado

O deputado federal Beto Rosado (PP) faz contato com o Blog do Barreto para explicar que não teve a intenção de se apropriar da desistência do governador Robinson Faria (PSD) de construir um novo presídio em Mossoró (ver AQUI). Ele relatou que no momento em que estava reunido com o secretário estadual de justiça e cidadania Walber Virgolini, o chefe do executivo estadual estava usando as redes sociais para comunicar a decisão.

Para Beto, não há “pai” nessa decisão. “A exclusão do presídio é fruto da mobilização do povo de Mossoró que mais uma vez mostrou o quanto é politizado”, avaliou.

Compartilhe:

Sandra deve votar em Izabel e Flávio Tácito mantém a palavra com Alex do Frango

sandra-camara

A vereadora Sandra Rosado (PSB) ao que tudo indica vai seguir com o rosalbismo na eleição para presidente da Câmara Municipal. “”Meu voto será de maturidade e coerência com compromissos firmados na campanha”, frisou.

Na outra ponta, Alex do Frango (PMB) conta com a palavra de Flávio Tácito (PPL). “Para ser político tenho que ter palavra”, garantiu.

Com isso, a votação caminha para um 11 x 10 a favor de Izabel Montenegro (PMDB).

Foto e informações do Twitter da jornalista Carol Ribeiro (AQUI)

Compartilhe:

Rosalba se torna ré em ação do MPF

juiz federal Mário Jambo decidiu pelo recebimento de ação de improbidade que o Ministério Público Federal (MPF/RN) e o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP/RN) apresentaram contra a ex-governadora Rosalba Ciarlini Rosado. Dessa forma, ela se torna ré e vai responder judicialmente por ter devolvido, durante seu mandato (2011 a 2014), R$ 14,3 milhões em recursos federais que deveriam ter resultado na abertura de 1.511 vagas em novas unidades prisionais e em obras de reforma e ampliação das já existentes.

Além dessa devolução, a então governadora também deixou de concretizar outros dois projetos, cujos contratos foram assinados em 2013 e que previam repasses de R$ 24,4 milhões. Do total, R$ 14,7 milhões seriam para a construção da Cadeia Pública Masculina em Ceará-Mirim e R$ 9,6 milhões para a Cadeia Pública Masculina em Mossoró. O contrato de Mossoró foi cancelado sem que o dinheiro tivesse sido liberado e a obra de Ceará-Mirim sequer foi iniciada.

Já os convênios existentes quando ela assumiu o governo, em 2011, e que resultaram na devolução dos R$ 14,3 milhões, previam a construção das cadeias públicas de Ceará-Mirim e Macau, de uma unidade em Lajes e a reforma e ampliação da Unidade Psiquiátrica de Custódia do Complexo Penal Dr. João Chaves, em Natal. Como as obras não saíram do papel, o dinheiro foi devolvido ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Para a unidade de Lajes havia R$ 8.373.891,89, para a João Chaves R$ 945.302,58, para Ceará-Mirim R$ 2.500.000 e, para Macau, R$ 2.551.363,14.

Ineficiência – Para o MPF e o MP/RN, a “gestão Rosalba Ciarlini foi praticamente uma nulidade no que se refere ao tema sistema prisional. Não foi eficiente para dar continuidade aos contratos firmados com Depen nas gestões anteriores, nem foi eficiente para executar os contratos firmados na sua gestão”.

O pedido é para que Rosalba Ciarlini, se condenada, venha a perder a eventual função pública que exerça (ela foi eleita prefeita de Mossoró em outubro), tenha seus direitos políticos suspensos, pague multa e fique proibida de contratar com o poder público; além de ter de ressarcir os danos causados ao Estado e à União e ainda pagar indenização.

Na decisão em que recebe a ação, o juiz Mario Jambo destaca que “há indícios da prática do ato de improbidade administrativa (…) decorrente de suposta conduta negligente da ré na gestão do sistema penitenciário brasileiro que teria causado supostos danos ao erário estadual e federal.”

Calamidade – Na ação, MPF e MP/RN incluem ofícios do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que noticiaram dezenas de irregularidades no sistema carcerário do Rio Grande do Norte, verificadas após mutirões realizados entre os dias 16 e 17 de novembro de 2010 e entre 2 de abril e 3 de maio de 2013. Os problemas constatados pelo CNJ, que configuravam verdadeiro estado de calamidade do sistema, se refletiram nas rebeliões ocorridas em março de 2015, em diversas unidades, com a destruição de mais de mil vagas do sistema prisional e repetidas fugas de presos.

A ação civil pública tramita, como Processo Judicial Eletrônico na Justiça Federal, sob o número 0802427-53.4.05.8400.

Compartilhe:

Blindagem de carro mostra falta de sintonia entre Robinson e a sociedade

carro-blindado

O governador Robinson Faria (PSD) gaba-se de ter acabado com a residência oficial. Na verdade, ele não acabou. Foi uma lei proposta pelo deputado estadual Kelps Lima (SD) que mudou essa realidade.

Mas isso não significa que o governador não goste de privilégios. Enquanto 99% dos potiguares sofrem com a falta de segurança e não podem contar com carros blindados, o chefe do executivo estadual quer gastar R$ 67 mil para blindar o carro oficial.

Primeiro, não era nem para o governador usar carro pago por nós trabalhadores. Ele tem dinheiro suficiente para usar o próprio veículo, inclusive para fazer a blindagem registrada no Diário Oficial do Estado (DOE).

É um tapa na cara do povo, o governador querer blindar o próprio carro com o nosso dinheiro. Ainda mais em tempos em que faltam recursos até mesmo para pagar os salários dos servidores.

O governador não demonstra estar em sintonia com a sociedade.

Compartilhe: