Cláudia colhe “frutos” de um acordo descumprido

No começo da campanha de 2012 o juiz Herval Sampaio convidou as assessorias jurídicas para uma reunião. Na pauta a proposta de um acordo de cavalheiros. Nenhum dos candidatos deveria entrar com as ações para não judicializar o pleito.

Acordo feito. Acordo descumprido. Os advogados de Cláudia Regina (DEM) começaram a mover ações em carrada pedindo multas contra a Rede Resistência de Comunicação e pediram a cassação do registro de candidatura de Larissa Rosado (PSB) por abuso de poder econômico e midiático. O troco foi pesado. Cláudia chegou a acumular 13 cassações e hoje tem 11 (num dos processos julgados terça foram aplicadas duas condenações)

O descumprimento do acordo foi um tiro que saiu pela culatra. Cláudia Regina está fora das disputas eleitorais até 2020. Oito anos de ostracismo político.

Já Larissa Rosado até foi extremamente prejudicada na eleição suplementar de 2014 quando concorreu por meio de liminar. Mas hoje tem os direitos políticos em sua plenitude e é um nome forte em 2016.

Se arrependimento matasse…

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *