Com cinco anos de atraso, Câmara aprova contas do município

Contas de 2013 foram aprovadas (Foto: Edilberto
Barros)

O plenário da Câmara Municipal de Mossoró aprovou parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE) pela aprovação, com ressalvas, das contas da Prefeitura de Mossoró de 2013, na sessão desta terça-feira (10), por unanimidade. O balanço financeiro corresponde aos 11 anos de mandato da ex-prefeita Cláudia Regina e um mês de governo do ex-prefeito Francisco José Júnior.

Naquele ano, Cláudia Regina foi afastada pela Justiça Eleitoral dia 5 de dezembro, por irregularidades na campanha eleitoral de 2012, e foi sucedida de forma interina na Prefeitura pelo então presidente da Câmara, Francisco José Júnior, que acabaria efetivado no cargo em eleição suplementar, em 4 de maio de 2014.

Nesta terça-feira, o Poder Legislativo validou a análise do TCE sobre relatório anual do Executivo de 2013, sob o processo 06147/2014, tendo como relator o conselheiro Paulo Roberto Chaves Alves. A Corte de Contas, após análise do balancete, emitiu parecer prévio pela aprovação com ressalvas das contas.

O parecer do TCE recomenda o envio dos autos do processo à Chefia do Executivo Municipal para que ressalvas apresentadas no relatório sejam sanadas. Na Câmara, o parecer foi aprovado na forma do Projeto de Resolução (PRE) 17/2019.  O parecer do TCE pode ser acessado aqui: https://bit.ly/2ksPUMA

Nota do Blog: a Câmara Municipal demorou cinco anos para analisar as contas de 2013. Acredite! Já foi pior.

Compartilhe:

Comments

comments

2 opiniões sobre “Com cinco anos de atraso, Câmara aprova contas do município

  • 10 de setembro de 2019 em 20:26
    Permalink

    A Camara recebeu há uns 60 dias essas contas do exercício de 2013, se houve demora não foi da Câmara e sim do TCE. As de 2014, 2015 e 2016 até agora nada. Fiz correspondência desde o início do ano cobrando questionando aquele o por que da demora

    Resposta
    • 11 de setembro de 2019 em 09:25
      Permalink

      Ótimo. Vamos cobrar as contas dos anos seguintes.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *