Como a gestão da UERN articulou a reposição de perdas das emendas federais

Vice-reitora articulou emenda (Foto: web)

Ontem a governadora Fátima Bezerra (PT) anunciou que vai repor R$ 3 milhões das perdas que a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Essa iniciativa foi construída a partir de um trabalho coordenado pela vice-reitora Fátima Raquel.

A articulação começou a partir da decisão do Governo Federal de contingenciar 30% das verbas das emendas federais. “A gente teve o contingenciamento de 15% da emenda federal de R$ 20 milhões. Numa decisão da gestão, antes de fazer os cortes fomos ao Governo ver o que poderia ser feito para que a gente não perdesse essas obras”, explicou a vice-reitora.

Raquel acrescenta que houve uma reunião na semana passada com o secretário de planejamento Aldemir Freire em que foram apresentadas todas as obras previstas. “Além de todo esforço da bancada federal, houve um esforço da nossa governadora quando ainda era senadora para garantir esses recursos da emenda da educação fosse destinada para as necessidades multicampi da UERN”, lembrou.

A vice-reitora disse que a emenda no fim das contas será paga na integralidade graças a contrapartida do Governo do Estado. “Reforçamos que a contrapartida estadual garantisse a emenda na integralidade mantendo um esforço da governadora. Tivemos a sinalização positiva do secretário entendendo que essa demanda fosse garantida pelo Governo”, disse.

O acordo ainda garantiu R$ 600 mil de contrapartida para outras emendas federais e R$ 400 mil para o Proinvest para as obras do Campus de Natal.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *