Conselho Regional de Medicina aciona Justiça para que leitos não sejam fechados após recuo da pandemia

Conselho Regional de Medicina quer manter leitos abertos (Foto: cedida)

O Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte (Cremern) solicitou nos autos da Ação Civil Pública, que tramita na 4ª Vara Federal e ajuizada pela entidade, que os leitos abertos durante a pandemia fiquem tutelados na referida ação, o que garantirá que o fechamento dos leitos de UTI só será possível com autorização judicial.

A medida visa evitar que os leitos abertos por conta da pandemia sejam fechados quando a segunda onda no Rio Grande do Norte tenha recuo.

Vale lembrar que através da ação do Cremern, 135 novos leitos de UTI foram abertos nos últimos anos. A Ação Civil Pública (Processo: 0004715-12.2021.4.05.8400) existe desde 2012 e neste período muitas negociações aconteceram com vários governos.

A Juíza Gisele Leite determinou que o Governo do Estado apresente informações sobre o que pretende reverter de UTI Covid-19 para UTI geral. A magistrada também marcou uma nova audiência para a manhã do próximo dia 17 de junho, com a finalidade de deliberar sobre o pleito. Também foi determinado que o município de Natal informe sobre qual o número de leitos de UTI Covid-19 existe e quais serão revertidos para UTI geral.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *