Contradição: emenda de parlamentar dando aumento de servidor é inconstitucional em Mossoró e “maldade” na Assembleia Legislativa

Resultado de imagem para contradição

Foi este ano. A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) se recusou a dar cumprimento do reajuste do piso nacional dos professores 4,17%, ofertou 3,75%.

O vereador Gilberto Diógenes (PT) propôs 0,42% para repor a diferença. Logicamente a emenda era inconstitucional. Os vereadores Petras Vinícius (DEM) e Ozaniel Mesquita (PL) sugeriram emendas semelhantes para outras categorias. Também não podiam.

O assunto foi muito bem lembrado por Ozaniel Mesquita na sessão de hoje na Câmara Municipal.

Agora nas redes sociais a militância rosalbista se inflama contra quem explica que a emenda do deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) que estende o reajuste de 16,38% dos procuradores para todas as categorias.

A imprensa rosalbista transformou o assunto num cavalo de batalha contra adversários da prefeita.

Na pratica quando se é governo o discurso é um. Quando se é oposição o discurso é outro.

Saiba mais clicando AQUI.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *