Decretação de indisponibilidade de bens enfraquece ainda mais o grupo de Sandra Rosado

Não bastasse as dificuldades econômicas e políticas causadas pelo estrago de 2014, o grupo da ex-deputada federal Sandra Rosado enfrenta mais um problema: os juízes federais Orlan Donato Rocha e Lauro Henrique Lobo Bandeira decretaram a indisponibilidade de bens móveis da líder do grupo, da suplente de deputado estadual Larissa Rosado e do ex-deputado federal Laíre Rosado.

A decisão divulgada no último sábado pelo Portal Mossoró Hoje tem como base supostas irregularidades com recursos federais da saúde cometidas pelo trio em parceria com empresário da cidade.

Os possíveis desvios teriam sido cometidos durante a gestão da Associação de Assistência e Proteção à Maternidade de Mossoró (APAMIM).

Enquanto o grupo se defende das acusações se enfraquece politicamente em um momento decisivo para o seu futuro. O sandrismo está em processo de mudança partidária e ainda não sabe se vai ou não para a disputa pela Prefeitura de Mossoró.

O desgaste é refletido nas pesquisas de intenção de votos. Larissa Rosado nunca teve desempenho tão baixo em uma pesquisa como na última do Instituto Consult divulgada em fevereiro quando teve apenas 12,3%, mais de 30% a menos que a primeira colocada Rosalba Ciarlini (PP).

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *