Deputado denuncia abandono dos municípios pelo Governo Federal

O deputado estadual Dr. Bernardo (MDB) afirmou que o governo federal abandonou os municípios potiguares no enfrentamento da pandemia e seus efeitos na economia no ano de 2021. E ainda chamou atenção dos senadores potiguares para a situação. Pronunciamento se deu durante o horário destinado às lideranças, na sessão desta terça-feira (30), na Assembleia Legislativa do RN.
“Quero chamar a atenção da nossa bancada federal, em especial aos três senadores, pois eles têm a mesma força que qualquer senador, e o RN, assim tem a mesma quantidade de senadores que São Paulo: três, para algo grave que está acontecendo em 2021”, frisou.
Dr. Bernardo classificou a queda ou falta de repasse de recursos para as cidades como “lockdown da situação financeira dos municípios”. Pelos dados apresentados pelo deputado durante sua fala, Mossoró, que teria recebido R$ 413 milhões de auxílio emergencial em 2020, não recebeu nada em 2021. O mesmo com Apodi (R$ 64 milhões), São Miguel (R$ 53 milhões), Pau dos Ferros (R$ 46 milhões), Caraúbas (R$ 39 milhões), Patu e Governador Dix-sept Rosado (R$ 22 milhões) e Alexandria (R$ 21 milhões).
“Terminamos o mês de março e os municípios foram abandonados pelo Governo Federal, em relação ao auxílio emergencial. Na parte de repasse de recursos para combater e enfrentar a pandemia, o mesmo se repetiu”, afirmou. De acordo com o deputado, em 2020, o município de Alexandria recebeu R$ 6,8 milhões do Ministério da Saúde e em 2021, apenas R$ 240 mil. Pau dos Ferros, também recebeu R$ 240 mil em 2021, contra R$ 6,4 milhões do ano anterior. Os municípios de São Miguel, Tenente Ananias, Martins e Portalegre, por exemplo, não receberam nada do Ministério da Saúde neste ano.
“Os municípios estão sem contar com ajuda do Governo Federal. Em 2020 muito foi feito, mas em 2021 foi abandonado. E hoje a realidade é pior que no ano passado”, alertou.
Soluções 
Diante da situação econômica agravada pela pandemia, o deputado estadual Hermano Morais (PSB) destacou a necessidade de buscar um ponto de equilíbrio entre saúde e economia. “Com responsabilidade acredito que consigamos ter a retomada gradual das atividades e assim, a manutenção dos empregos”, disse.
Para Hermano, o maior desafio está na divisão de esforços para respeitar as medidas de saúde e manter a economia de pé. “Tem que usar criatividade com muita responsabilidade para manter a empregabilidade, empresas de pé e os serviços públicos. Temos que buscar o ponto de equilíbrio, respeitando a ciência e preocupados com a economia”, disse.
Como sugestão, o deputado George Soares (PL) apontou a criação de um “controle sazonal” da doença. “Minha sugestão é que possamos criar metodologias para que a gente possa conviver com essa doença. Que o RN seja pioneiro. Um controle sazonal, com tratamento diferenciado, regionalizado. A capital não pode ser tratada como uma cidade do interior, que tem um nível de contaminação menor assim como o contrário”, disse.
George Soares criticou a redução da frota de ônibus na cidade e a restrição do horário de funcionamento dos supermercados. “Deveriam abrir 24h por dia para evitar aglomerações”, disse.
Ainda no horário das lideranças, o deputado Nelter Queiroz (MDB) registrou a visita do ministro do Desenvolvimento, Rogério Marinho, ao RN. O potiguar visitou obras que contam com recursos federais, como a da Barragem de Oiticica. “Ele fez uma prestação de contas do Governo Bolsonaro durante entrevista em uma rádio e deu esperanças de repasse de recursos para a continuidade das obras da Barragem de Oiticica e para calçamento asfáltico da RN-118”, disse.
Por fim, o deputado Francisco do PT registrou dois requerimentos protocolados que têm o município de Acari como escopo. O primeiro é uma  moção de congratulação ao padre e pároco Fabiano, pela Paróquia de Nossa Senhora da Guia, que foi elevada à categoria de Basílica Menor pelo papa Francisco. E o segundo, que pede o reconhecimento como patrimônio histórico, cultural e religioso da Basílica Menor de Nossa Senhora da Guia. “Esse é um momento de celebração para a comunidade católica da região seridó, especialmente de Acari e todos que se envolveram nesse processo”, finalizou.
Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *