Derrota de Cunha na Câmara foi maior que no impeachment de Collor

cunhaecollor

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB/RJ) sofreu ontem uma derrota superior à do hoje senador Fernando Collor (PTC/AL). No impeachment de 1992, o alagoano teve 441 votos a favor e 33 contra. Já o outrora todo poderoso do país teve 450 votos pela cassação, dez contra e nove abstenções.

O que pouca gente sabe é que a história de Cunha e Collor é antiga. O primeiro entrou na política apadrinhado por PC Farias e se tornou o tesoureiro do Comitê Eleitoral de Collor. Graças a isso, Cunha assumiu a presidência da Telerj onde iniciou a folha corrida de escândalos de corrupção.

Cunha ainda chegou a ser processado no famoso “Caso PC” em 1996, mas acabou blindado por um habeas Corpus conedido pela Primeira Turma do Tribunal Regional Federal.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *