Dirigente do Solidariedade considera cedo para falar em união das oposições

O ex-prefeito de Almino Afonso e dirigente do Solidariedade Lawrence Amorim considera possível unir as oposições em Mossoró, mas pondera que ainda é cedo para tratar do assunto.

A declaração foi dada em entrevista ao Meio-Dia Mossoró da 95 FM.

No entendimento dele a necessidade de mudar os métodos administrativos da Prefeitura de Mossoró são um fator de interesse comum mesmo entre os contrários. “Estamos insatisfeitos como toda população. Rosalba faz um governo medíocre”, dispara.

Ele disse que a solenidade de posse do deputado estadual Allyson Bezerra como presidente do diretório municipal do Solidariedade teve um efeito simbólico significativo: “Mostramos que em Mossoró tem oposição”.

 

Compartilhe:

Comments

comments

2 opiniões sobre “Dirigente do Solidariedade considera cedo para falar em união das oposições

  • 6 de abril de 2019 em 18:48
    Permalink

    Na minha humilde visão, a possibilidade dos presentes à posse de Alisson Bezerra se unirem em 2020, é ZERO. Vou adiantar o gargalo: PT FUTEBOL CLUBE. Aguardemos.

    Resposta
  • 6 de abril de 2019 em 19:53
    Permalink

    A sede pelo poder da direita vai inviabilizar a retirada de Rosalba da prefeitura.
    Não vale a pena se unir a Tião e Jorge do Rosário, ambos já mostraram que o objetivo é chegar a qualquer custo, até se aliando a Robinson. O PSL não tem projeto, não tem viabilidade, mas sobram mentiras, até um título foi concedido a Daniel sem nunca ter lutado contra a corrupção. O novo na cidade é a cara do MDB da ditadura. Desse jeito Rosalba fica fácil na prefeitura

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *