Dívidas do setor público com Centro de Oncologia chegam a R$ 2 milhões

O vereador Genivan Vale (PDT) utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Mossoró nesta quarta-feira, 20, para cobrar do poder público providências para resolver a situação do Centro de Oncologia e Hematologia de Mossoró (COHM). Segundo ele, o Centro não dispõe mais de cotas para atendimento de novos casos de câncer. Além disso, a unidade pode ficar sem fornecer medicamentos até o final de abril.

 “Esta semana visitamos o Centro de Oncologia de Mossoró e conversamos com os administradores que confirmaram não haver mais cotas para atendimento de novos casos de câncer. Informaram também que o estoque de medicamentos disponíveis no Centro está perto do fim”, relatou Genivan Vale.

Conforme o edil, as dificuldades enfrentadas pelo Centro de Oncologia se dão pelo não repasse de recursos por parte do Governo do Estado e Prefeitura Municipal de Mossoró. O montante devido soma R$ 2 milhões, sendo R$ 700 mil da Prefeitura e R$ 1,3 milhão do Governo.

“Desde dezembro do ano passado o Centro de Oncologia tem sofrido com as dívidas do município e do governo do Estado e até o momento não há previsão de quando o débito será quitado. Não há como sustentar a prestação de serviços dessa forma. Infelizmente, um serviço indispensável para a sociedade não tem sido tratado como prioridade pelos governantes”, lamentou o parlamentar.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *