Dois supermercados são autuados por descumprir prevenção ao contágio de covid-19

Dois supermercados localizados à margem da BR 101, em Natal, foram autuados por descumprirem medidas preventivas contra o contágio do Covid-19, no acesso dos clientes ao estabelecimento, conforme versa o Decreto governamental nº 29.583, de 1º de abril de 2020.

O Governo do Estado tem orientado e fiscalizado estabelecimentos comerciais nos quatro cantos do Estado para fazer cumprir o Decreto. A multa varia entre R$ 5 mil e R$ 50 mil, de acordo com o nível de infração, o faturamento da empresa e a reincidência.

A Força Tarefa, formada em 15 de abril é formada por representantes do Procon RN, das polícias Militar e Civil e a Controladoria Geral do Estado. Semana passada três supermercados do município de Pau dos Ferros também foram autuados por descumprimento ao Decreto.

Em 45 dias de atuação, a Força Tarefa visitou mais de 300 estabelecimentos em todo o Estado. Foram aplicadas oito multas, sendo três na Grande Natal e cinco no interior do Estado. “Nosso foco tem sido mais educativo, de orientação e temos sido correspondidos na grande maioria das situações”, disse o coordenador geral do Procon RN, Thiago Silva.

Compartilhe:

Comments

comments

3 opiniões sobre “Dois supermercados são autuados por descumprir prevenção ao contágio de covid-19

  • 3 de maio de 2020 em 00:39
    Permalink

    Hoje fui no supermercado Nordestâo Tirol. Quando entrei notei que tinha uma pessoa contando as pessoas que entrava. Achei legal. Mas qd cheguei lá dentro, era muita gente, corredores cheios. Nenhuma fiscalização. Fui reclamar, eles falaram que ainda não tinha chegado ao limite. Enquanto isto tinha uma pessoa anunciando que só uma pessoa por família é tantos metros entre as pessoas. Nada disto eu vi. Vi família juntos, corredores cheios. Sem focalização alguma. Decepcionada, triste e preocupada.

    Resposta
  • 3 de maio de 2020 em 20:25
    Permalink

    Rapaz ontem no dia a dia atacarejo em Mossoró, tinha umas mil pessoas no estacionamento, as filas da caixa econômica pediam pra as filas dos caixas lá, após a intervenção da vigilância sanitária foi que fecharam as portas e começaram a organização pra entrada das pessoas

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *