Estratégia do rosalbismo é deslegitimar qualquer movimento da oposição

O rosalbismo trata a oposição na base do se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. Se a oposição se fragmentar ou se juntar será criticada.

Trocando em miúdos: a oposição até calada está errada na avaliação rosalbista exposta via parceiros midiáticos.

Se a oposição se une é um ato de incoerência. Quando a união se mostra inviável por alguma ação política logo os adversários são tratados como individualistas, sectários ou pessoas que agem só pelos próprios interesses.

De alguma forma, o que a oposição fizer nos próximos meses será passível de deslegitimação.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *