Executiva do PT decide entregar cargos, mas decisão final será do diretório

A executiva do diretório municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) decidiu entregar os cargos e se afastar do prefeito Francisco José Junior (PSD).

A decisão seguiu a orientação nacional de se afastar do PSD que apoia o impeachment da presidente Dilma Rousseff, inclusive com voto do deputado federal potiguar Fábio Faria, filho do governador Robinson Faria.

No entanto, o presidente do PT municipal, Nelson Gregório, explica que a decisão final será tomada em uma reunião do diretório (um colegiado que envolve um número maior de filiados) no dia 21 de maio. “A , recomendação é de entregar os cargos, mas há uma liberdade para os nossos filiados ficarem aguardando a decisão do dia 21”, frisou.

Nelson Gregório acrescenta que o PT possui poucas indicações e que os cargos mais importantes já foram devolvidos. Ele explica que Viviana Mesquita já tinha deixado a secretaria executiva de cultura por conta da decisão do diretório estadual de se afastar de Robinson. Já Alfredo Fernandes tinha deixado a secretaria executiva de mobilidade urbana bem antes do processo de impeachment começar.

O presidente do PT afirmou que a decisão não passa por questões pessoais com o prefeito. “A situação nacional pesou bastante”, frisou.

Para Nelson o momento é de reflexão. “O PT e o prefeito precisam repensar as alianças”, avaliou.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *