Governador envia nota de esclarecimento rebatendo crítica do Blog do Barreto

Abaixo nota do governador Robinson Faria (PSD) rebatendo artigo que criticou o distancimento entre ele e a realidade do povo.

Caro jornalista Bruno Barreto,

Em artigo publicado em seu blog, o senhor afirma que a informação de que a cantora Paula Fernandes esteve no casamento de minha filha como convidada e não cobrou cachê é “conversa fiada”.

Sua afirmação é desrespeitosa e mentirosa por desconsiderar não somente minha palavra de homem público que age com transparência também em questões particulares, como é o casamento. Mas também por julgar como mentirosas informações amplamente divulgadas pela própria cantora, que por meio de nota destacou que veio como convidada e amiga do casal. Subiu ao palco e ao lado de uma banda local cantou três músicas destacando que era um presente para os noivos. Participou do começo ao fim da festa, dançando, conversando, como todos os convidados.

Quem me conhece sabe que confundir o público com o privado não faz parte do meu histórico como político. Sou o primeiro governador a abrir mão de direitos constitucionais que considerei privilégios, como o de morar numa residência oficial, o que resulta em economia ao erário público de R$ 180 mil por mês. Moro em minha casa, ando no meu carro particular. Como governador, continuo prezando pela simplicidade: frequento os mesmos lugares e tenho os mesmos amigos de antes, minha alegria está em momentos simples, como tomar um café no shopping, ir ao cinema com minha família. Ostentação está longe dos meus hábitos, inclusive sou um crítico de quem pratica. Sabe disso quem tem interesse em me conhecer, antes de atirar críticas.

Da mesma forma que tenho empenhado todas as minhas energias em construir saídas para a crise financeira do Estado, também tenho, como pai, o direito de comemorar a felicidade de minha filha, e junto com o noivo e demais familiares, oferecermos uma festa de casamento como o fazem famílias em diversas culturas, no mundo todo. Esse direito tem de ser respeitado.

Infelizmente, tenho me deparado com a necessidade de corrigir informações falsas e afirmações maldosas de cunho político, sem base jornalística, sem profissionalismo, que tentam encontrar numa celebração familiar relações inexistentes com questões públicas.

Estar feliz e realizado em minha família me fortalece ainda mais na luta pelo bem do nosso Estado, que é a minha missão como governador e homem público, da qual jamais recuo.

Peço a publicação desses esclarecimentos.

Robinson Faria

Compartilhe:

Comments

comments

5 opiniões sobre “Governador envia nota de esclarecimento rebatendo crítica do Blog do Barreto

  • 11 de dezembro de 2016 em 22:07
    Permalink

    Eu fico aqui imaginando como agora se sentem milhares de servidores do Estado que gostariam de passar o Natal e o Ano Novo com seus familiares, comemorando as festas de fim de ano e não podem, porque o Estado paga os seus salários atrasados e ainda avisa que não pagará o 13˚ salário e ainda faz uma proposta indecente de um empréstimo, como se o servidor fosse um idiota de nesse momento entrar numa espiral de dívidas, sem nenhuma garantia do Estado, pagando ele mesmo o seu décimo terceiro, contraindo dívidas.

    Não… não é ostentação nesse momento de crise, divulgar tantas regalias em um casamento de uma filha… mas pense que, enquanto isso, tantas famílias passam dificuldades financeiras que poderiam ser solucionadas com a nomeação de prioridades nos pagamentos do Estado.

    Até agora eu não soube de nenhuma auditoria nas contas da Arena das Dunas, onde já foram relatados pagamentos de propinas a políticos pela construtora OAS?

    Também não soube de nenhuma auditoria na dívida pública do Estado, cujo valor aumenta numa proporção assustadora e por mais que se pague, mais ela dobra de valor de ano a ano.

    Também não soube de nenhuma auditoria nos processos de isenção de impostos à empresas que se estivessem pagando os seus tributos estariam proporcionando uma arrecadação que resolveriam todos os problemas financeiros do Rio Grande do Norte.

    Então, governador, o que os seus técnicos estão fazendo, mesmo, para resolver essa crise, que não seja debitar a conta nos salários dos servidores públicos?

    Resposta
  • 11 de dezembro de 2016 em 22:10
    Permalink

    Senhor governador se o senhor está feliz ok, porém faça feliz nós servidores públicos, pague nosso décimo terceiro por favor

    Resposta
  • 11 de dezembro de 2016 em 23:36
    Permalink

    Pois bem sr governador o senhor abriu mão de morar numa casa oficial, e nem precisa. Eu acho que o governador deve morar mesmo na sua casa como qualquer outro trabalhador. Mais eu lhe faço um apelo já que o sr esta economizando 180 mil reais de aluguel por més quando vier a Mossoró faça uma doação de um OXIMETRO DE PULSO AO HRTM por que estamos trabalhando com uma demanda de 150 pacientes internos e com um único OXIMETRO O que é insuficiente.

    Resposta
  • 12 de dezembro de 2016 em 08:08
    Permalink

    O governador lista ações que devem ser obrigação dos políticos, usar seu carro e residência próprios, como se fossem virtudes. Quanto às “justificativas” da festa familiar, ele não aprendeu ainda requisitos básicos na política como por exemplo reconhecer quando erra e ficar calado quando qualquer tentativa de justificar um ato infeliz sai pior do que a encomenda.

    Resposta
  • 19 de janeiro de 2018 em 16:59
    Permalink

    Bruno, estava observando esses comentários e atendeu para a data: dezembro/2016. Então fiquei pensando se tivessem tido sido feito agora em dezembro/2017 acho que seria para fazer um dicionário de nomes impublicáveis só de servidores aposentados e outros que recebem seus salários acima de determinados valores. Assim penso. Boa tarde.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *