Homem de 59 anos é o 6º óbito em Mossoró e 13º no RN causado por covid-19

Um homem de 59 anos é o sexto óbito registrado em Mossoró e o 13º no Rio Grande do Norte. A informação é da Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Mossoró.

O homem que faleceu no dia 7 de abril não tinha comorbidades. O caso estava em investigação.

O resultado do exame saiu ontem e foi divulgado neste sábado (11), pelo boletim epidemiológico da SESAP, que a causa da morte foi a Covid-19.

Atualmente Mossoró registra 183 casos suspeitos, 65 confirmados, 51 descartados e seis mortes pela Covid-19.

Compartilhe:

Comments

comments

2 opiniões sobre “Homem de 59 anos é o 6º óbito em Mossoró e 13º no RN causado por covid-19

  • Pingback: Sesap/RN confirma mais 26 casos de covid-19 – Blog do Barreto

  • 11 de abril de 2020 em 14:15
    Permalink

    Sem problemas, Bruno, admitamos que essas investigações estejam corretas, mesmo entendendo que tem casos que foge à lógica: aquela senhorinha de Tenente Ananias é, no mínimo, o absurdo dos absurdos; uma senhora “do mato”, cujos parentes tinham acesso a ela e esse povo passou em “branco”…

    O que está-se plantando no RN é um terror sem precedente: a SESAP, composta de pessoas dissernidas, que deveriam dar exemplo de tranquilidade, simplesmente, resolveu estabelecer o caus, na medida em que previu 11 mil óbitos no RN, de 07 de abril a 15 de maio.

    Não tem o menor cabimento, alguém com o status desses rapazes, se prestarem a um mico desses.

    Uma pergunta que não quer calar: qual o nível de confiabilidade que esse povo irá passar, quando vier à tona, se Deus permitir, o pós vírus?

    Esse povo não terá, como diria um locutor de rádio da terra do sal, moral pra uma galinha; são pessoas que vivem à sombra de uma plateia vermelha, alucinada por uma história de Trancoso.

    Pra não ser infiel a meus princípios, eu, por motivos óbvios, dou mais confiança à casca de kinakina, baseado nos princípios de meus ancestrais.

    A despeito disso, KININA deve, sim, ter seus efeitos colaterais, como uma gama de remédios respaldado pelo setor farmacêutico, tem; movido por uma força “mortal” desse setor, que, por dinheiro, arranja uma doença pra matar a mãe e só depois, põe o remédio na praça.

    Depois disso, amigo, como diria um filósofo Patuense: é só COVA, MISSA e ESQUECIMENTO; DESSA LEI TERNÁRIA NINGUÉM SE LIVRARÁ.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *