Hospital São Luiz sofre com falta de insumos para intubação

Hospital São Luiz sofre com falta de insumos (Imagem: Reprodução/ Vídeo Assessoria APAMIM)

O Hospital São Luiz, que tem servido em Mossoró como hospital de campanha para pacientes acometidospor covid-19, tem convivido com o fantasma da falta de insumos para intubação como relaxante muscular e sedativos.

O diretor médico do Hospital São Luiz, Manoel Nobre, explicou ao Blog do Barreto que se trata de um problema de falta de oferta no mercado e que a situação está no limite. “Existe uma dificuldade muito grande para comprar essas medicações. Se eu disser que tem uma semana é mentira”, frisa. “A gente não tem lugar para comprar”, complementa.

Atualmente todos os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estão ocupados.  “Vamos trabalhando com o que temos”, informou.

Nobre, que também é membro do Conselho Regional de Medicina (CRM), explicou que os hospitais estão se ajudando trocando medicamentos. “Se a gente disser que uns estão comprado e outros não é mentira porque está faltando no mercado”, declarou.

Setor público

No setor público, coberto pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (SESAP), o quadro só não é pior porque houve uma compra recente dos insumos que está segurando a onda. Ainda assim a diretora do Hospital Regional Tarcísio Maia, Herbênia Ferreira, em conversa com o Blog desabafa: “Estamos no limite”.

Ela conta que amanhã a equipe do HRTM estará indo buscar mais insumos em Natal. “Amanhã estamos indo buscar mais medicamentos na Unicat. A Sesap fez uma compra grande e a gente está conseguindo se segurar”, relatou.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Hospital São Luiz sofre com falta de insumos para intubação

  • 19 de abril de 2021 em 18:56
    Permalink

    Esse hospital não tem capacidade para atender a demanda atual, por exemplo a usina de oxigênio não tem condições de atender os leitos que estão ativos, o oxigênio oscila, não chega na quantidade e na qualidade necessária para pacientes graves, que são os casos de UTI, muitos estão nas “balas” como eles chamam, e essas balas também não chega no volume que muitos pacientes necessitam. A medicação para entubação tem na unicat, mas não vai para o hospital pq é particular, conveniado no sus através pela prefeitura, e esses medicamentos não chega lá acho que por politicagem, os parentes que se viram pra conseguir, mas se nem o hospital consegue meios de comprar, imagina quem não conhece nada do meio e não tem condições financeiras para tal, e quando se consegue medicamento mendigando por aí, a “desorganização” é tamanha que os medicamentos “desaparecem”, manda organizar isso Sr. Prefeito, tem muita gente morrendo e com muito sofrimento por essas deficiências, olha isso Sr governadora, faz alguma coisa pra isso melhorar, é um sofrimento desumano isso que tá acontecendo.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *