Igrejas Católicas do RN permanecem fechadas

Importância do isolamento social é reforçada por bispos da Diocese de Mossoró, Arquidiocese de Natal e Diocese de Caicó (Imagem: Reprodução)

Após reunião virtual realizada nesta segunda-feira, 25, os bispos da Província Eclesiástica de Natal, que reúne a Arquidiocese de Natal e as Dioceses de Mossoró e Caicó, emitiram uma nota confirmando que as igrejas católicas permanecerão fechadas, até que haja condições de realizar o contrário, como informa a nota.

No texto, os bispos pedem ainda para que os potiguares permaneçam empenhados no cumprimento do isolamento social; “exortamos mais uma vez ao povo potiguar para que permaneça empenhado no cumprimento da recomendação de isolamento social”, afirma trecho da nota.

“O penoso tempo que atravessamos e as restrições que nos impõem distanciamento físico trazem sofrimento ao nosso coração de Pastor e isto nos ajuda a compreendermos ainda melhor a dor da nossa gente. Exortamos, pois, aos nossos colaboradores padres, aos fiéis católicos e a todas as pessoas de boa vontade a permanecerem firmes na esperança. Rogamos a Nossa Senhora da Apresentação, Santa Luzia e a Senhora Sant’Ana, padroeiras destas nossas igrejas particulares, para que intercedam por nós, neste momento de maior dificuldade, junto a Jesus, nosso Senhor e Salvador”, conclui a nota.

O texto reforça o que já havia sido orientado pela Igreja Católica em nota emitida em 19 de março.

Em Mossoró, segundo reforçou o bispo Diocesano, Dom Mariano Manzana, as igrejas continuam fechadas, com transmissão da Missa, que também ocorre a portas fechadas, online. Além disso, o bispo ressalta a recomendação pelo isolamento social e lembra que se houver mesmo necessidade de sair as pessoas devem usar máscaras.

As missas na Catedral de Santa Luzia ocorrem todos os domingos, às 11h, sem participação dos fiéis, que acompanha a celebração pelas redes sociais da Diocese ou por emissoras de rádio e TV parceiras.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *