Josué Moreira nomeia pró-reitor que já foi suspenso após processo administrativo

Josué faz nomeação contraditória (Foto: web/autor não identificado)

Foi um Processo Administrativo que impediu o reitor eleito José Arnóbio Araújo Filho assumir o comando do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN).

Foi esse o argumento que levou o professor Josué Moreira a ser nomeado para a função temporariamente até que Arnóbio comprove que não tem responsabilidade pela colocação de uma banquinha Lula Livre no Campus do IFRN em Natal durante evento da Igreja Católica.

Por bem! O critério que gerou instabilidade no IFRN tem valor de ocasião. É que Josué Moreira nomeou Bruno Lustosa de Moura pró-reitor de extensão.

O novo pró-reitor respondeu a um processo administrativo entre 2017 e 2018 e foi punido com suspensão de cinco dias.

Portaria de suspensão de Bruno Lustosa de Moura

Nota do Blog: o pau que bate em Chico não bate em Francisco.

Compartilhe:

Comments

comments

2 opiniões sobre “Josué Moreira nomeia pró-reitor que já foi suspenso após processo administrativo

  • 14 de maio de 2020 em 17:28
    Permalink

    E não tem só esse caso! O diretor sistêmico de TI também já respondeu PAD e foi condenado. O mesmo falou, entre outras coisas, que ” palavra de técnico-administrativo para ele tem o mesmo valor de palavras de judeus para nazistas.” A equipe do interventor é composta por gente sem caráter, iguais a ele.

    Resposta
  • 26 de junho de 2020 em 13:08
    Permalink

    Essa criatura nomenada é um assediador famoso em todos os campus por onde esteve.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *