Justiça no RN enxerga muito bem e manipula a balança para o lado mais forte

 

Justiça NÃO é cega

A imagem símbolo da justiça é a de uma mulher de olhos vendados segurando uma balança que produz o imaginário da negação aos privilégios tratando a todos de forma igualitária.

No Rio Grande do Norte essa ideia não cola. Tudo em favor dos servidores, que sofrem há mais de 20 meses com salários atrasados, é mais complicado.

Então veja:

O repasse do duodécimo para o Tribunal de Contas do Estado (TCE) foi determinado com prazo de 48 horas. O mesmo valeu para a Assembleia Legislativa e Ministério Público.

E os servidores? A Constituição do Rio Grande do Norte estabelece que os servidores que recebem atrasado tenham os salários pagos com correção monetária. Nunca essa decisão foi aplicada.

Alguém conhece alguma decisão do nosso judiciário favorável aos nossos servidores determinando o cumprimento da decisão em prazo 48 horas? Em maio, o Tribunal de Justiça determinou o pagamento dos salários dos militares

As decisões passam a sensação de que não são para serem cumpridas imediatamente para os servidores enquanto que os poderes o prazo é curtíssimo. A Justiça do RN enxerga bem e segura uma balança que pende para o lado mais forte.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Justiça no RN enxerga muito bem e manipula a balança para o lado mais forte

  • 28 de novembro de 2017 em 18:19
    Permalink

    Boa noite. Descobri com satisfação seu blog que não é financiado por esse governo do RN e preza pelo imparcialidade

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *