Larissa celebra emancipação de Mossoró e cobra ações do Governo

 

Mossoró comemora nesta quarta-feira, 15, 165 anos de emancipação política e a deputada estadual Larissa Rosado (PSB), filha da cidade, usou a Tribuna da Assembleia Legislativa para uma homenagem à sua terra natal.

Logo no início da fala, Larissa destacou o pioneirismo de sua gente, quando protagonizou alguns atos que ficaram para a história. “Nesses 165 anos de institucionalidade, Mossoró mostra que o seu maior valor, seu maior patrimônio é a bravura, a coragem e o pioneirismo dos seus homens e mulheres, que provaram e provam todos os dias sua força para resistir e seguir em frente”, relata.

O pioneirismo, segundo Larissa é registrado quando no final do século XIX, a sociedade mossoroense travou debates e enfrentou a questão da escravidão, que ainda era uma realidade em todo país. “Em 1883, cinco anos antes da sanção da Lei áurea, Mossoró aboliu a escravidão em seu território, tornando-se a primeira cidade brasileira a considerar ilegal o uso da mão-de-obra escrava, marcando assim, seu pioneirismo e a coragem do seu povo”, diz a deputada com orgulho, citando outros exemplos de atos corajosos, como o registro do primeiro voto feminino no Brasil, a resistência ao bando do temido cangaceiro Lampião, entre outros.

Mossoró, pólo educacional

Conhecida como terra do sal, do sol e do petróleo, atualmente Mossoró desponta também como importante pólo de desenvolvimento para a região Oeste e para o Rio Grande Norte, constituindo-se em referência nos serviços educacional, de saúde, comércio entre tantas possibilidades que movimentam pessoas de mais de 50 cidades diariamente, oriundos da região Oeste, e parte do Ceará.

São mais de 10 instituições, de ensino superior, escolas técnicas, cursinhos preparatórios para o ENEM/SISU, ofertando cursos de graduação, pós-graduação, cursos técnicos e preparatórios, movimentando mais de 20 mil alunos por dia, em que boa parte desses oriundos de cidades circunvizinhas e até de outros estados.

Cobrança

O tom do discurso mudou quando a deputada lembrou a ausência de ações efetivas do Governo do Estado na Capital do Oeste.

Para Larissa, os mossoroenses têm sentido falta da ação do governo estadual, enquanto os índices de criminalidade continuam alarmantes.

 “Já são 50 homicídios só em 2017, caminhamos para a quebra de recorde de todos os indicadores de violência com relação a anos anteriores, são incontáveis assaltos, registrados e não registrados, há um verdadeiro clima de tensão que precisa ser estancado com ação incisiva do poder público”, reforça Larissa.

Por fim, a parlamentar diz que seguirá a reverenciar a história de sua terra. “Continuarei na luta, ao lado do meu povo, por dias melhores, por uma cidade mais segura, com mais justiça e igualdade social para o nosso povo. São 165 anos de inspiração, que nos orgulha e nos motiva em cada amanhecer a permanecer firme e convicta de que vale a pena lutar por Mossoró”, conclui.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *