Mais um projeto ameaça democracia na Câmara Municipal

A mesa diretora da Câmara Municipal de Mossoró apresentou mais um projeto que torna o debate casa menos democrático.

Com o argumento de que é preciso dar mais celeridade as sessões, a proposta limita ao número de quatro apartes levando em consideração o tamanho das bancadas.

A pressão foi grande antes da sessão de hoje a ponto de levar a presidente Izabel Montenegro (PMDB) a recuar da ideia.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Mais um projeto ameaça democracia na Câmara Municipal

  • 11 de abril de 2017 em 14:50
    Permalink

    Quem mandou elegerem Presidente da Câmara Municipal de Mossoró uma condenada, em primeira instância, por prática de improbidade administrativa a mais de 5 anos de CADEIA?
    Queriam o quê.
    Não entendo a COMISSÃO DE ÉTICA não se pronunciar sobre este caso.
    Entendo menos ainda os vereadores, que realmente querem o melhor para Mossoró, não formarem uma comissão e irem a Natal falar com o Presidente do TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RIO GRANDE DO NORTE a fim de que aconteça um mínimo de celeridade no julgamento dos recursos SAL GROSSO.
    Fica difícil para o mossoroense entender a cadeira de Presidente da Câmara Municipal de Mossoró sendo ocupada por uma condenada a 5 anos de cadeia e que permanece na vida pública por força de um recurso.
    Que o TJRN julgue estes recursos SAL GROSSO e condene ou absolva os que recorrem.
    Ficar do jeito que está é incômodo para Mossoró.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *