Mandato de Sandro Pimentel pode cair no colo de outra coligação

Nunca na história do Rio Grande do Norte um deputado estadual eleito foi impedido de ser diplomado. O que mais chama atenção são as coincidências envolvendo o caso.

Segundo o suplente de vereador de Natal Maurício Gurgel (PSOL), em entrevista ao site Potiguar Notícias, a juíza eleitoral Adriana Cavalcanti que impediu a diplomação de Pimentel é casada com o tio da esposa de Jacó Jácome (PSD, deputado estadual não reeleito e primeiro suplente da coligação Trabalho e Superação.

Como Sandro não foi diplomado, os 19.158 votos que ele recebeu em 7 de outubro poderiam ser anulados fazendo o PSOL perder a vaga que conquistou na Assembleia.

A 24ª vaga cairia no colo de Jacó Jácome.

O Blog consultou alguns especialistas que entenderam que a vaga deve permanecer com o PSOL independente do resultado do processo contra Sandro Pimentel que é suspeito de irregularidade na arrecadação de recursos de campanha.

Nos bastidores o assunto tem uma conotação que ignora a questão técnica.

 

Compartilhe:

Comments

comments

2 opiniões sobre “Mandato de Sandro Pimentel pode cair no colo de outra coligação

  • 28 de dezembro de 2018 em 07:32
    Permalink

    Que se faça justiça, independente de quem fique com a vaga. Né mesmo?
    Quando se trata de justiça o q deve ser observado acima de tudo é lei, e não a preferência ideológica ou torcida. Pois só assim o estado de direito é respeitado e a segurança jurídica prevalece. Né. não?

    Resposta
  • 3 de janeiro de 2019 em 20:40
    Permalink

    Eu diria que Sandro colhe o que plantou, o coronel do PSOL, será vítima de suas atitude antidemocraticas no comando da sigla.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *