Mineiro sugere revisão de contrato da Arena das Dunas

O deputado estadual Fernando Mineiro (PT) apresentou requerimento solicitando que o Governo do Estado faça contato com o Consórcio Arena das Dunas a fim de analisar a possibilidade de repactuar o contrato estabelecido de concessão diante da realidade financeira do Rio Grande do Norte e do país. O deputado se espelhou na medida recente adotada pelo governo de Pernambuco que rompeu contrato de concessão de Arena da Copa.

“Tomei conhecimento do ocorrido em Pernambuco que pode servir de exemplo para ações que nosso Governo pode adotar. Semelhante ao nosso Estado, Pernambuco pagava mensalidade ao consórcio durante alguns anos e na semana passada suspendeu o contrato”, disse Mineiro.

O deputado citou análise que já vem sendo feita pelo  Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre o andamento do processo de concessão e sugeriu que o Governo faça o mesmo paralelamente. “O governo precisa estudar a possibilidade de suspensão desse contrato. Além de saber se todos os itens do documento estão sendo cumpridos”, destacou. O parlamentar acrescentou que o Governo do Estado paga R$ 11 milhões por mês ao Consórcio Arena das Dunas.

Compartilhe:

Comments

comments

2 opiniões sobre “Mineiro sugere revisão de contrato da Arena das Dunas

  • 9 de março de 2016 em 20:47
    Permalink

    Será que o mineiro informou se tem algum fantasma na Assembléia. Devia já ter se pronunciado.

    Resposta
  • 9 de março de 2016 em 22:33
    Permalink

    O bom petista é acima de tudo um imbessivel incorrigivel, hora se ate as pedras sabiam que a copa só serviria para encher os bolsos da máfia da FIFA e para o Brasil passar vergonha, e não me refiro aos 7 X 1, agora querem quebrar o contrato que foi firmado com quem construiu os estadios, como pode um governo desse ter moral se não cumpre nem o que assina.

    Virou moda o não honrar contratos pelo desgoverno do PT, POR ISSO QUE NINGUEM MAIS ACREDITA NESSA VERGONHA CHAMADA PT!!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *