MP Eleitoral acata explicações de deputada eleita e recomenda aprovação de contas

Blog do BG

Após a apresentação dos esclarecimentos da defesa, o Ministério Público Eleitoral decidiu recomendar à Justiça Eleitoral a aprovação das contas de campanha da deputada federal eleita Natália Bonavides. Só que com ressalvas.

Natália estava correndo o risco de ter o registro de candidatura das eleições desse ano cassado e perder o mandado de deputada porque houve uma doação irregular através do uso de um veículo de propriedade de terceiro durante a campanha. Em uma análise prévia de um corpo técnico, foi recomendada a cassação do registro, mas após a apresentação da defesa, o MPE decidiu pela aprovação das contas com ressalvas.-

No parecer, o MP informou que: “acompanhou a defesa declaração subscrita por Marcelino Lima de Lira, através da qual afirma que é o proprietário de fato do veículo doado à campanha de Natália Bastos Bonavides, tendo-o adquirido no ano de 2015, sem ter providenciado a respectiva transferência no órgão de trânsito competente. Disse ainda o declarante que ‘preencheu o termo de cessão de forma equivocada, acreditando que se tratava da forma correta’. Cumpre, desta forma, analisar aqui se erros e ilicitudes praticadas por doadores, sem o conhecimento ou participação do candidato, podem ser a ele atribuídos, com a consequente desaprovação das contas”.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “MP Eleitoral acata explicações de deputada eleita e recomenda aprovação de contas

  • 8 de dezembro de 2018 em 09:10
    Permalink

    Fiz um pequeno comentária sobre essa decisão do MPE, e dizia que era de bom senso que as pessoas aguardassem a defesa da Deputada eleita Natália Bonavides. Pois ouve muitas canalhices e comentários maldosos contra a Vereadora do PT, e Deputada eleita Natália Bonavides. Em conversa com um amigo de Natal, ele disse. ” César conheço essa garota, não tem MPE do RN ou do Brasil que comprove qualquer coisa errada contra ela, é de uma honestidade impressionante “. Portanto, comprovou-se o que o amigo me falou.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *