MP Eleitoral contesta candidaturas de Geraldo Melo e Magnólia

Candidaturas são contestadas pelo MP Eleitoral

Os candidatos ao Senado Geraldo Melo (PSDB) e Magnólia Figueredo (SD) tiveram suas respectivas postulações contestadas pelo Ministério Público Eleitoral.

A ex-atleta é funcionária da Prefeitura de Natal e não teria se desincompatibilizado dentro do prazo para a disputa e não apresentou quitação eleitoral relativa ao pleito de 2016 quando foi candidata a vice-prefeita de Natal.

O ex-senador tem uma questão mais complexa. Ele está na lista de inelegíveis do Tribunal de Contas da União (TCU) por causa de falhas na prestação de contas do PSDB em 1997. A condenação estaria em vigor dentro do que está estabelecido na lei da ficha limpa.

Com informações da Agência Saiba Mais

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “MP Eleitoral contesta candidaturas de Geraldo Melo e Magnólia

  • 23 de agosto de 2018 em 09:43
    Permalink

    Sobre este assunto e outros postei o seguinte comentário no G1RN:
    Morro e não entendo estas leis. Não pode concorrer ao cargo, mas continuará exercendo o cargo. Isto contado lá fora quem vai acreditar? Existem outros casos semelhantes. A Câmara Municipal de Mossoró é presidida por uma condenada a mais de 5 anos de cadeia, em primeira instância, por prática de improbidade. O processo se arrasta por 11 anos e caminha para a prescrição. Está nas mãos do Desembargador Glauber Rêgo desde o primeiro dia de agosto aguardando uma decisão. E enquanto o TJRN não decidi a coisa fica do jeito que está. É muito difícil entender as nossas leis.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *