Mudança no Procon Estadual: quando a conjectura flerta com a fake News

O Diário Oficial do Estado (DOE) trouxe a exoneração do cargo de coordenador geral do Procon Estadual de Jandir Olinto Ferreira da Silva. Consta que a decisão foi a pedido do próprio auxiliar.

A saída, de fato, ocorre no mesmo momento em que ele intensificava ações para conter um suposto cartel dos postos de combustíveis.

No entanto, em tempos de pós-verdade a mera conjectura pela coincidência temporal se torna fato pronto e acabado na cabeça dos antipetistas.

Foram muitos questionamentos dos meus leitores perguntando o que eu desse assunto.

Demorei a tratar do tema para poder me posicionar checando. Apurei nos bastidores que aos poucos a governadora Fátima Bezerra (PT) está mudando os cargos de terceiro escalão seja por falta de quadros seja para evitar descontinuidade dos serviços.

Alguns devem permanecer no cargo. Outros não como acontece em qualquer mudança de governo.

É preciso lembrar que Jandir Ferreira foi alçado ao cargo em maio do ano passado numa negociação com o então governador Robinson Faria (PSD) que em troca recebera o apoio do pequeno PMB nas eleições do ano passado.

Não há base fática nem lógica para cravar que a saída de Jandir do Procon teria sido por alguma relação da governadora com os donos de postos de combustíveis da cidade.

Respeitemos a lógica e não confundamos conjecturas com fatos.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Mudança no Procon Estadual: quando a conjectura flerta com a fake News

  • 14 de fevereiro de 2019 em 13:13
    Permalink

    Amigo, para muitos, o dilúvio foi conspiração do PT e Noé era comunista!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *