Novos senadores do RN não abrem mão do auxílio mudança de R$ 33,7 mil

 

Nem Zenaide Maia (PHS) que já mora em Brasília nem Capitão Styvenson (REDE) que tem um discurso moralista abriram mão do auxílio mudança de R$ 33,7 mil que será pago aos senadores que iniciam a próxima legislatura em 1° de fevereiro.

Se foi assim com eles, não seria Jean Paul Prates (PT), que reveza residência entre Natal e Rio de Janeiro, que iria abrir mão.

Pois é! Os senadores do RN que assumem em 2019 vão receber esta bolada.

Os senadores têm direito a ajuda de custo quando se inicia o mandato e quando se encerra. Segundo o Jornal Estado de S. Paulo apenas sete parlamentares abriram mão do direito.

Garibaldi Alves Filho (MDB) e José Agripino Maia (DEM) que estão de saída também vão receber o benefício.

São eles: Ana Amélia (PP), Eduardo Braga (MDB), Randolfe Rodrigues (Rede) e Paulo Paim (PT) que abriram mão pelo encerramento; Major Olímpio (PSL), Mara Gabrilli (PSDB), Oriovisto Guimarães (Pode) e Eduardo Braga (MDB) pelo início.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Novos senadores do RN não abrem mão do auxílio mudança de R$ 33,7 mil

  • 23 de dezembro de 2018 em 10:27
    Permalink

    Me dica mesmo por que eles teriam de abrir mão deste benefício? Que mude a legislação. Né não?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *