Número de mortes com confirmação de Covid no RN chega a 148

Secretário adjunto de Saúde, Petrônio Spinelli, alerta sobre taxa de isolamento em semana de busca por segunda parcela de auxílio (Imagem: Reprodução)

O Rio Grande do Norte registrou 148 mortes com confirmação do novo coronavírus e outros 59 óbitos estão em investigação. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira, 18, pelo secretário adjunto de Saúde, Petrônio Spinelli, em coletiva de imprensa realizada em Natal.

Outro dado preocupante diz respeito ao índice de isolamento social no Estado. Em pleno domingo, dia em que o nível de isolamento costuma ser mais alto que na semana, o Estado teve, segundo divulgado pelo secretário, menos de 50% de pessoas isoladas.

A preocupação se torna ainda maior, considerando que esta semana tem início o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial, que costuma levar muitas pessoas às ruas e provocar aglomerações.

“É um isolamento social que nós precisamos debater, precisamos conversar novamente, particularmente essa semana, que nós vamos ter, novamente, necessidades de ir ao banco, pela questão do auxílio”, disse Spinelli.

A segunda questão destacada pelo secretário e que, segundo ele, mostra ou não o nível de colapso ou a proximidade de colapso, diz respeito às pessoas atendidas em prontos-socorros, que tiveram solicitação, junto à regulação, de deslocamento para assistência hospitalar especializada.

No momento da coletiva a fila de espera por leitos especializados contava com 54 pessoas. Dessas, duas pessoas estavam classificadas como ‘prioridade 1’, que precisam de UTI; dez pessoas que receberam classificação ‘prioridade 2’, que também precisam de leitos críticos; e 42 pessoas consideradas ‘prioridade 3’.

Os números de casos confirmados, descartados, suspeitos e de pacientes recuperados ainda não foi divulgado e nem constava no Portal Covid-19.

Taxa de ocupação

Com relação à ocupação dos leitos destinados aos pacientes com sintomas do novo coronavírus, o secretário adjunto de Saúde, Petrônio Spinelli, informou que o índice de ocupação por regiões.

A região Oeste é a que apresenta maior pressão por leitos, com uma taxa de ocupação de 97% dos leitos críticos. Na Região Metropolitana a pressão também é grande e 91% dos leitos especializados destinados a pacientes adultos estão ocupados.

Em Pau dos Ferros, não há internações e o no Seridó a taxa de ocupação dos leitos é de 61%.

Ao todo, no momento da observação dos dados apresentados durante a coletiva, 352 pessoas estavam internadas com suspeita ou confirmação do novo coronavírus, sendo 176 em leitos críticos e 176 em leitos clínicos.

Apelo por isolamento social

Antes de concluir a coletiva, Petrônio Spinelli falou novamente sobre o isolamento social. “Essa semana é uma semana de grande desafio. Os isolamentos sociais, como todos nós sabemos, estão em taxas insuficientes. No entanto, nós temos essa semana o grande desafio, mais uma vez, de pagamento bancário”, disse Petrônio Spinelli, acrescentando que o número de óbitos e internamentos atuais respondem ao quantitativo de pessoas nas ruas, de dez a 14 dias atrás”, disse.

O secretário também fez um apelo à toda a população. “Eu quero fazer um apelo para as prefeituras, para todos os órgãos, para os bancos, para a sociedade. Vamos evitar transformar essa semana em uma semana potencializadora de novas contaminações. Vamos garantir que quem saia de casa, e só de forma imprescindível, saia com máscara. Vamos organizar as filas. Vamos envolver os órgãos das estruturas públicas, particularmente, a parte da assistência social, a parte da saúde e a parte da segurança pública, para garantir que essa semana não seja uma semana que possa levar a gente a lamentar muito daqui a alguns dias”, pediu o secretário adjunto de Saúde

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *