O “feito” histórico de Robinson

Nunca na história do Rio Grande do Norte um governador eleito disputou a reeleição quatro anos depois e saiu derrotado nas urnas.

Nunca antes, um governador disputando a reeleição não foi ao menos o segundo colocado (Iberê Ferreira de Souza e Fernando Freire, vices que se tornaram governadores) polarizaram as disputas de 2002 e 2010.

Robinson amargou um melancólico terceiro lugar, vergonha que a hoje prefeita Rosalba Ciarlini (PP) foi poupada de passar pelos seus algozes (hoje aliados) de 2014.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “O “feito” histórico de Robinson

  • 13 de outubro de 2018 em 19:05
    Permalink

    Robinson foi injustiçado, trabalhou sozinho sem ajuda de nenhum parlamentar. Fez muito pelo RN e por Mossoro fez o que a Rosalba nunca fez quando governadora.Investiu muito na segurança. Teve a infelicidade de pegar o estado quebrado e surru piado pelos seus antecessores.Só não estou triste porque as raposas velhas da pótica do RN, também foram derrotados. E agora, o Carlos Alves junto com Rosalba quer enganar o povo pra colocar como secretários os derrotados. Me poupem, voto contra Alves…Por isso vou de 13 neles!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *