Oposição vai obstruir as votações na Câmara Municipal enquanto pauta bomba for mantida

genivan-vale-2

A oposição neste momento é maioria. Com essa força numérica está impondo o instrumento da obstrução das votações. Por isso, a Câmara Municipal ficará paralisada enquanto o presidente Jório Nogueira (PSD) mantiver a proposta de permuta do terreno da Facene e a criação da Agência Reguladora.

A iniciativa atrapalha a conclusão da votação do orçamento de 2017 e o início do recesso parlamentar que só pode começar quando a fixação das receitas e despesas do executivo forem votadas. “Enquanto tiver pauta bomba a gente não vota”, explica o vereador Genivan Vale (PDT).

Além do pedetista, hoje se recusam a votar as duas propostas os vereadores Ricardo de Dodoca (PRSO), Tomaz Neto (PDT), Lucélio Guilherme (PTB), Izabel Montenegro (PMDB), Alex Moacir (PMDB), Lairinho Rosado (PSB), Celso Lanches (PSC), Soldado Jadson (SD), Narcízio Silva (PR) e Francisco Carlos (PP).

Nota do Blog: a oposição utiliza-se de um instrumento legítimo que é a obstrução da pauta. No entanto, é arriscado deixar o orçamento para ser votado por uma Câmara Municipal cuja renovação será de quase dois terços. Parlamentares que não conhecem a proposta orçamentária ficaram com a pesada missão de analisar o projeto e defender emendas que não foram eles que apresentaram.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *