Para variar Cinquentinha, para variar PSOL em crise

O PSOL mossoroense insiste em não crescer. Segue vocacionado ao nanismo político. O partido deliberou por maioria que o candidato será o enfermeiro/professor “Cinquentinha”.

Mais uma vez a legenda vai marchar dividida porque uma ala significativa da agremiação não aceita a escolha da maioria. “Vamos escrever uma carta repudiando a decisão, foi unilateral, arbitrária e não representa o pensamento do conjunto do partido”, explica o vice-presidente do PSOL Cláudio Palheta Junior.

Na outra ponta, “Cinquentinha” comemora a decisão: “Mais uma vez o nosso nome foi oficializado como pré-candidato do PSOL no pleito de outubro. Tivemos várias reuniões e o diretório chegou à conclusão que meu nome diante do cenário político seria o que melhor representaria o partido. Tentamos um nome novo, mas as indisponibilidades dos nossos pretensos pré-candidatos falaram mais alto. Importante salientar que surgiu uma nominata considerável o que nos dar a certeza que o PSOL está crescendo”, avaliou.

Em 2012, “Ciquentinha” foi abandonado pelos colegas de partido e praticamente terminou a campanha sozinho.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *