‘Persona non grata por quê?’, questiona Marleide Cunha

Sindicalista comenta título de persona non grata (Foto: Blog do Barreto)

Entrevistada hoje no Meio-Dia Mossoró a presidente do Sindicatos dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (SINDSERPUM), Marleide Cunha, disse ter ficado surpresa com a decisão da bancada governista de lhe conceder o título de persona non grata.

“Estou apenas defendendo os interesses de minha categoria. Não fiz nada contra Mossoró. Muito me admira os vereadores fazerem um esforço tão grande apenas para me retaliar. Persona non grata por quê?”, questionou.

Ela ainda lembrou que a conduta profissional e pessoal não tem nada de desabonadora para merecer a repulsa representada pelo título aprovado na última quarta-feira.

Sobre a greve, Marleide disse que a decisão da Câmara serviu para fortalecer o movimento. “Cada vez mais professores aderem a greve e até mesmo quem não concorda com nossas ideias está solidário’, completou.

A sindicalista contou que hoje protocolou o 7º pedido de audiência com a prefeita Rosalba Ciarlini (PP). “Ela vem se recusando a nos receber”, frisou.

Compartilhe:

Comments

comments

2 opiniões sobre “‘Persona non grata por quê?’, questiona Marleide Cunha

  • 22 de março de 2019 em 17:48
    Permalink

    A Rosa de Hiroshima, Rosa da vergonha, faz uma besteira por dia. Já não basta a educação estar em greve, ruas esburacadas, unidades de saúde sem funcionar, ruas sem pavimentação, ainda conceder um título desses a quem luta por dignidade de uma categoria. Só pode ser brincadeira.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *