Portal tira dúvidas sobre Covid-19 e possibilita teleatendimento a usuários do RN

Coordenador do LAIS, professor Ricardo Valentim destaca alguns dos recursos do portal – Foto Fotos Demis Roussos

Com o objetivo de possibilitar mais transparência sobre as informações referentes ao Covid-19 no Rio Grande do Norte, instituições do Estado lançaram hoje, 12, durante coletiva de imprensa realizada em Natal para atualização dos dados sobre o coronavírus, o portal Covid19.

O site é uma realização conjunta do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LAIS/ UFRN), Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva (NESC/ UFRN), Núcleo Avançado de Inovação Tecnológica do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (NAVI/IFRN) e da Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação do IFRN.

A plataforma já está no ar e pode ser acessada através do endereço eletrônico portalcovid19.saude.rn.gov.br.

O coordenador do LAIS e representante do Rio Grande do Norte no Comitê Científico de Combate ao Coronavírus no Consórcio Nordeste, professor Ricardo Valentim, explica que o objetivo é a transparência das informações.

“Isso é o reflexo de várias ações que têm como propósito principal a transparência. A gente entende que nesses momentos de crise um fator super importante para a população é a transparência com relação à informação. Nesse meio dessa crise existem várias questões caóticas que fragmentam a informação. Então, o objetivo do portal foi, isso a várias mãos, com vários cientistas da área da saúde, da área das tecnologias, das ciências humanas, aglutinar tudo isso em um único lugar”, explicou o professor Ricardo Valentim.

No portal, além das informações, existem vários serviços disponíveis à população.

O subcoordenador de Informação e Informática do Governo do Estado, Shander Pinheiro, explicou que o portal disponibiliza vários aplicativos para uso das secretarias e da população, boletins epidemiológicos, acesso de todas as informações de domínio público tanto para levar transparência sobre as secretarias como das finanças, entre outros recursos citados por ele.

Médica e pesquisadora Liane Ramalho explica como o ‘Orienta corona’ oferece teleatendimento – Foto: Demis Roussos

Um deles é o ‘Orienta corona’, um aplicativo construído diretamente para a população que está em casa e que precisa se manter em casa, como explicou a médica e pesquisadora do LAIS, Liane Ramalho.

O aplicativo disponibiliza espaço para tirar dúvidas sobre transmissão do coronavírus, sintomas, cuidados que devem ser tomados em casa, higienização das mãos, cuidados com os idosos que vivem na residência, entre outras questões. Além disso, o aplicativo oferece um caminho para levar o usuário a um teleatendimento.

A médica Liane Ramalho explicou que caminho deve ser preenchido quando o usuário estiver com algum tipo de sintoma relacionado a alguma síndrome gripal. “Ele foi construído pensando naquelas pessoas, inclusive, que têm comorbidade”, disse. Ao final do questionário, dependendo dos sintomas, a pessoa é encaminhada a um teleatendimento.

“Só para mostrar uma das grandes vantagens desse aplicativo que é a facilidade de acesso a um profissional de saúde”, disse Liane Ramalho.

Outro sistema destacado durante a apresentação do portal é o ‘Regula RN’, tecnologia desenvolvida junto com complexo de regulação de leitos da Sesap.

Entre os objetivos do sistema está a melhoria das informações referentes aos leitos hospitalares. “Primeiro melhorar a informação para a gestão, com relação à questão dos leitos”, explicou Ricardo Valentim.

Além disso, ele lembrou que hoje a informação é fragmentada e a ferramenta traz informações para uma única base de dados. A ideia é que até a próxima semana a tecnologia esteja funcionando. “O regula RN vai trazer para a sociedade transparência total com relação à questão dos leitos, das filas e tudo o que está acontecendo nesse contexto”, acrescentou Ricardo Valentim.

O portal traz ainda dados gerais sobre o monitoramento dos casos, comportamento social da população potiguar.

Outra ferramenta destaca por Ricardo Valentim é a trilha educativa para qualificar profissionais de saúde, através de nove cursos formulados através da colaboração de várias entidades.

Outras ferramentas devem ser integradas ao portal.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *