Prefeito eleito pisa na bola com os católicos

Prefeito ignora encerramento dos festejos de Santa Luzia e vai a culto evangélico (Foto: Redes Sociais de Allyson Bezerra)

Não. Política não se deve misturar com religião. Mas autoridades devem estar presentes em certas ocasiões religiosas até porque são convidadas a ir.

Allyson Bezerra (SD) é prefeito eleito de todos os mossoroenses. Ele é evangélico e isso é uma escolha de foro íntimo dele que não cabe a este operário da informação fazer julgamentos.

Mas por outro lado ele é também uma pessoa pública que mistura política com religião, mas isso pode ser tema para outra discussão.

A questão é que ontem ele faltou a carreata que marcou o encerramento da Festa de Santa Luzia. Pondere-se que ele se fez presente na abertura do evento. Mas a ausência no principal ato e o silêncio nas redes sociais sobre o Dia da Padroeira de Mossoró pegou mal entre os católicos.

Ficou a sensação de intolerância religiosa no ar. Entendo, por princípio, que fé e política devem caminhar separadas, mas o prefeito eleito pensa diferente.

É um direito dele, reforço.

A decisão de não ir ao encerramento da Festa de Santa Luzia foi meramente política. Ontem a noite ele esteve num culto evangélico e registrou isso nas redes sociais onde também poderia ter manifestado o respeito a crença dos católicos num gesto de tolerância religiosa.

Allyson é prefeito eleito. Não é mais o deputado dos jovens das redes sociais. Precisa entender que deve governar para todos sem preconceitos religiosos e tomando cuidado para não passar essa sensação.

Quem é político, principalmente se exercem ou vai exercer cargo majoritário, precisa ser capaz de tratar com o devido respeito todas as crenças. Seja umbandista, espírita, candomblecista, católico e evangélico. Inclusive respeitar a escolha dos quem não seguem uma religião.

Mais do que a ausência de ontem o silêncio sobre o 13 de dezembro pegou mal, prefeito eleito.

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter

Canal Bruno Barreto