Prefeito presta contas e disse que nunca esteve tão motivado para a reeleição

78fb2d0b-725b-4ade-95dd-98dd7a149caf

O prefeito Francisco José Junior fez o discurso de encerramento prestando contas do mandato. Ele disse ter feito o que nenhum outro gestor teve coragem de fazer. “Mossoró tem 168 anos e mais de 50 anos foi governada pela mesma família que nunca atacou problemas crônicos da nossa cidade como a falta de transporte, nos últimos dez anos oito hospitais fecharam, nenhum gestor investiu nas nossas potencialidades como o sal, petróleo e fruticultura e para completar tivemos nos últimos anos a maior crise política e econômica de nossa história”, declarou.

Ele destacou que a auditoria da folha de pagamento resultou em economia e saídas de servidores que não trabalhavam. “Nós tivemos a coragem de fazer uma auditoria para que os fantasmas voltassem a trabalhar e mais de cem servidores pediram exoneração depois disso”, declarou.

Ele apontou ainda a municipalização do Nogueirão, transporte e os investimentos da saúde. “Nós municipalizamos o Nogueirão e acabavam com o sofrimento das cirurgias eletivas e as pessoas não precisam mais ir a outras cidades. No nosso governo não existe essa história de apresentar uma maquete e ela ficar esquecida, inauguramos a UPA do Belo Horizonte com ela funcionando, lançamos uma pedra fundamental com a obra já em andamento, estamos recuperando os mercados da cidade e cobrindo o vuco vuco e vamos ter um novo transporte público com 40 ônibus zero”, concluiu.

O prefeito avaliou que a gestão dele não é bem interpretada pelas pessoas por fazer o que é certo. “Eu tinha que falar isso porque o nosso governo é muitas vezes mal interpretado. Nós não fazemos maquiagem e a verdadeira mudança é quando você valoriza as questões morais acima das questões políticas e quando colocamos as questões coletivas acima das individuais”, declarou.

Ele disse ainda que o santuário de santa Luzia sairá do papel e Mossoró receberá investimentos no setor energéticos. “O Parque de Santa Luzia ainda vai começar a construído neste primeiro semestre e teremos um pólo energético”

Alfinetando a família Rosado e os escândalos recentes, ele que o povo vai refletir nas eleições. “Chegou a hora de ajeitar o que está errado. O povo não quer migalhas de alegria e quer uma vida decente. Essa família deixou escândalos e mais escândalos”, analisou.

No encerramento do discurso ele disse que nunca esteve tão motivado como no evento de hoje. “A presença e o carinho de vocês é a motivação que faltava para eu colocar meu nome na convenção de julho”, concluiu.

Compartilhe:

Comments

comments

2 opiniões sobre “Prefeito presta contas e disse que nunca esteve tão motivado para a reeleição

  • 18 de março de 2016 em 21:45
    Permalink

    Também se ajuda criticando.
    Prefeito você sabe que comigo não tem bajulação. Por isso mesmo sendo servidor público municipal e cobrando diariamente da sua gestão mais seriedade com a coisa pública, eu declaro. A verdade que o senhor abriu a UPA do BH eu não posso desmentir porque trabalho nela, é verdade. O senhor só não diz a que custo, que foi o esfacelamento do PSF/ESF. Porém eu posso afirmar que a maior maquiagem do seu governo é o PSF, ou Estratégia da Saúde da Família (ESF) como queira. O PSF é um programa, até onde sei, com jornada de trabalho definido, e ações a serem executadas, e até onde sei isso está longe dessas ações acontecer. Preciso explicar porque? É só olhar a demanda nas UPA independente da virose. Não sei porque o MP ou o Ministério da Saúde ainda não deflagrou uma dessas Operações. Se O MP decidir investigar eu deixo uma sugestão: Operação valorizando a cidadania.

    Resposta
  • 19 de março de 2016 em 09:30
    Permalink

    Raimundo Nonato
    4 min ·
    Bom dia RN, bom dia Mossoró
    Quem disse que não ia ter golpe?
    O dia 18 de março de 2016, é um dia destes para o povo de Mossoró e Região não tirar da memoria, não para comemorar, mais para lembrar-se para sempre o que foi o governo Rosalba, e o que está acontecendo no governo Robson.
    Enquanto o Prefeito Silveira Jr. fazia campanha no Hotel Vila Oeste acompanhado de 15 representantes de partidos políticos o governo Robson Farias enviou uma representante do governo para anunciar oficialmente o fechamento do HRPM, e as transferências dos servidores para o HRTM.
    O HRPM por mais de tré décadas serviu ao povo Mossoroense e região, sempre esteve de portas abertas para a população civil e militar, prestando um serviço de qualidade. Mais a incapacidade dos político locais e a falta de um representante da cidade junto ao governo levou a cidade a este estado de calamidade na saúde pública, ao ponto de se deixar fechar um espaço que só poderia somar a já tão precária saúde municipal. Porém em março de 2010 a Dra. Rosalba governadora do estado do RN desativou o hospital de forma irresponsável, e não foi capaz de reativar durante o restante de seu melancólico governo, ficando a responsabilidade da reabertura para o seu sucessor.
    Mais esperar o que de um governo que como vice governador ficou por 4 anos surfando a custa do erário público sem intervir no desastroso governo do qual fazia parte. Um ano depois de assumir o governo, o pior aconteceu. O fechamento do HRPM.
    A representante do governo chegou a Mossoró com um argumento que não convence a ninguém. Ela disse: A avaliação da SESAP é que o HRPM paralisado a 2 anos e com uma folha de pagamento de mais de 200 mil reais mensais sem produzir nada não poderia continuar aberto. Por isso o governo tomou esta decisão de fechar o hospital e transferir os funcionários para o HRTM. Avaliação equivocada, e algumas perguntas sem respostas.
    Primeiro não foram 2 anos, foram 5 anos desativados.
    Segundo se estava desativado de quem era a responsabilidade de manter o Hospital desativado? Dos servidores?.
    Terceiro se o hospital custava ao erário público 200 mil reais por més, porque ficou tanto tempo desativado sem que o governo tomasse as devias providências para que o Hospital viesse a funcionar.
    Quarto o que seria necessário para o hospital voltar a funcionar, meia dúzia de médicos clínicos, e quanto custaria a contratação destes médicos junto a uma cooperativa. Uma mixaria: Por isso a justificativa da emissora do governo não tem cabimento.
    Quinto quem será realmente transferido para o HRTM. Um técnico, duas enfermeiras e meia dúzia de AS. Não vai acrescentar nada no HRTM. Quantos médicos irão e quem são?
    A reabertura do HRPM é viável e custaria uma mixaria aos cofres público, já que existe uma estrutura física razoável, um corpo funcional de servidores faltando apenas a contratação de meia dúzia de médicos junto a uma cooperativa,e insumos básicos para o hospital funcionar, claro, e que não ia onerar em quase nado o orçamento da secretaria de saúde do estado.
    Faltou ação de governo, e representantes da cidade junto ao governo que hoje está orfã.
    Ainda há tempo, é só os traidores covardes virá a casaca, se sentirem homens livres, dar um grito de liberdade, e cobrar do governo uma reavaliação da situação.
    Aonde estão os pré candidatos a prefeito de Mossoró que não se pronunciam?
    Não vamos cobrar da Dra. Rosalba porque ela não pode falar nada, está de férias, e Só falará quando for para assumir a prefeitura. Não é isso Mossoró.
    E o prefeito Silveira Jr. que se diz afinado com o governador, e pretende se reeleger tem algo a dizer?
    E ainda tem os 15 partidos que foram ao Hotel Vila Oeste Bajular o prefeito, desejam alguma coisa para Mossoró?
    E o presidente da CMM e seus nobres vereadores, a maioria inúteis. Hora de se pronunciarem. Também querem se reeleger. Ou não?
    E o Deputado importado que o prefeito apresentou como representante de Mossoró não vai falar nada.
    Há ia me esquecendo da turma do Mossoró Melhor também não vai falar nada.
    Meu Deus como tem gente: Tem o pessoal que gosta de descer a presidente Dutra gritando não vai ter golpe. Tem golpe maior do que fechar hospitais. Todo mundo prejudicado.
    Ai meu Deus tem a Igreja, os Evangélicos
    Perdão senhor!
    Bom, todo mundo agora tem conhecimento da situação,
    Há uns 4 anos eu gritei. Salvem o HRPM, alguém ouviu? Se ouviu fez ouvido de mercadante.
    A Dra Rosalba matou o HRPM, Robson fechou o caixão, e agora quem vai ao enterro?
    Respondam se quiser.
    Raimundo Nonato Sobrinho
    Servidor de luto
    CurtirMostrar mais reaçõesComentarCo

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *