Pressão surte efeito e deputado que já “deu o dedo” aos servidores votará contra pacote de Robinson

Raimundo-Fernandes-dá-o-dedo-em-sessão-da-AL-13-07-17-e1500036544349

A pressão dos servidores sobre os deputados estaduais surtiu efeito. O mais celebre dos “PGs” (partido do governo) da Assembleia Legislativa, Raimundo Fernandes (PSDB), vai contrariar o governador Robinson Faria (PSD) e o seu correligionário e presidente da mesa diretora da casa, Ezequiel Ferreira (PSDB).

Em conversa gravada por manifestantes, o outrora “Bigodão”, avisou que vai votar contra o pacote apelidado por Robinson de “RN Urgente”,

Ramundo Fernandes há menos de um ano bateu boca com servidores da saúde e chegou a “estirar o dedo” a um deles dentro do plenário. Agora pinta dizendo que sempre fica ao lado dos servidores.

Nota do Blog: quando digo que a pressão é o único instrumento de luta dos trabalhadores eu sei o que estou dizendo. Diferente de empresários e caciques políticos, os trabalhadores não possuem relações sociais com essas pessoas. Só a pressão funciona!

Compartilhe:

Comments

comments

2 opiniões sobre “Pressão surte efeito e deputado que já “deu o dedo” aos servidores votará contra pacote de Robinson

  • 31 de janeiro de 2018 em 13:52
    Permalink

    Cabra desse, que a anos vive como verdadeiro marajá, desfrutando das das mordomias (ele e todos os malfeitores da AL do RN. Dá e dedo a quem reivindica seus direitos, mais como é malandro e temos eleições em outubro, que dá uma de bonzinho. Só espero que o povo não esqueça o oportunismo dele no momento de votar. Pois pense num povo que esquece rápido todas patifarias que esses cabras fazem. Quando chega as eleições, dá um branco em parte desse povo. Eu não esqueço. COMOMEUVOTONÃOSEELEGERÃO. (Assim mesmo tudo junto). Um abraço Bruno e uma boa tarde

    Resposta
  • 31 de janeiro de 2018 em 13:59
    Permalink

    Com meu voto jamais nenhum desses que tem ou já teve mandatos terá o meu voto.
    Se não aparecer um nome novo, que seja bom, votarei nulo, já está decidido…

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *