Produtos da agricultura familiar ajudam a compor kits entregues a alunos da rede pública estadual do RN

Kits foram adquiridos com recursos do PNAE; itens foram comprados da agricultura familiar e do comércio local – Foto: Cedida/ Secretaria de Educação do RN

Itens alimentícios originários da agricultura familiar do Rio Grande do Norte estão presentes nos kits entregues aos estudantes matriculados em escolas públicas do Estado. Ao todo, foram investidos mais de R$ 2,8 milhões provenientes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) na aquisição dos produtos.

Segundo o responsável pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (SEDRAF), Alexandre Lima, a ação do Governo do Estado faz parte das medidas emergenciais de combate à pandemia do novo coronavírus. A iniciativa ocorre através de uma parceria entre a Secretaria de Educação e a SEDRAF.

De acordo com a descrição da Secretaria da Educação e da Cultura, para a montagem dos kits foram adquiridos da agricultura familiar 25.996 Kg de leite em pó (R$ 556.955,70), em 175.996,65 Kg de polpa de frutas (R$ 1.582.503,00), 54.410 Kg de feijão macassar (R$ 336.372,32), 64.564 Kg de arroz vermelho (R$ 318.818,00 ) e 17.834 Kg de bebida láctea (R$ 65.322,12), totalizando 338.801 quilos de alimentos e R$ 2.859.971,14.

Alexandre Lima afirma que a venda representou a maior aquisição de produtos da agricultura familiar da história em uma única compra. Ao longo de todo o ano de 2019 o Governo do RN investiu cerca de R$ 5 milhões na aquisição de gêneros da agricultura familiar, de acordo com a comparação do secretário.

Para ele, a escala de produção demonstra a importância da agricultura familiar para o abastecimento. Além disso, a compra faz girar a economia local.

Ele informa que os kits já começaram a ser entregues e irão atender a mais de 215 mil alunos das mais de 600 escolas do Estado. Além dos itens provenientes da agricultura familiar, os kits contêm produtos adquiridos no comércio local.

De acordo com Alexandre Lima, a compra é centralizada, mas o cardápio pode variar de acordo com as Diretorias Regionais de Educação e Cultura (DIRECs). Na 12ª Direc, por exemplo, os kits contarão com arroz vermelho, polpa de fruta e feijão. Já na Direc de Caicó, ao invés da polpa de fruta os kits contarão com bebida láctea.

A iniciativa envolveu ainda várias cooperativas de agricultura familiar do Estado. Na região de Mossoró, por exemplo, conforme o secretário, foram, pelo menos, três cooperativas engajadas.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *