Professora faz vaquinha para levar alunos à Feira do Livro

Alunos tiveram atividade de campo custeada por mobilização de professora (Foto: Portal do Oeste)

Magnos Alves

Portal do Oeste

Sem o apoio da Prefeitura, uma professora da uma escola da Rede Municipal de Ensino realizou uma vaquinha com as mães para garantir a participação dos seus alunos na Feira do Livro de Mossoró, realizada de quarta-feira (30) a domingo (03) no Partage Shopping.

Docente do 3° Ano do Ensino Fundametal da Escola Municipal José Benjamim, localizada no Inocoop do Alto de São Manoel, Maria Goreth de Medeiros não cruzou os braços diante da falta de apoio da Prefeitura de Mossoró e resolveu buscar uma alternativa para cumprir a promessa feita aos seus alunos. “Como a prefeitura não disponibilizou ônibus para levar alunos de escolas municipais para a Feira do Livro de Mossoró, eu como professora responsável e incentivadora da leitura combinei com as mães para alugarmos um micro-ônibus por 200 reais e cumprir o prometido aos alunos no início do ano quando planejamos o projeto de leitura”, relata a professora.

As mães que puderam, 18 no total, contribuíram com 7 reais para a locação do veículo. O valor arrecadado ainda era insuficiente. A professora, então, colocou a diferença, 74 reais, do próprio salário. Com isso, 22 dos seus 24 alunos puderam visitar a Feira do Livro de Mossoró, um estudante estava doente e outro não teve autorização da família para participar da aula de campo.

Professora tirou dinheiro do próprio bolso para complementar atividade na Feira do Livro (Foto: Portal do Oeste)

Além de viabilizar o transporte, Goreth também assegurou que todos os alunos saísse da feira com pelo menos um livro. “Cada criança saiu com livros numa sacola. Parecia que era uma preciosidade. Deus é maravilhoso. As crianças ficaram muito felizes”, conta a professora, orgulhosa.

Apesar de não contar com o cheque-livro da Prefeitura de Mossoró neste ano, a Feira do Livro foi realizada com sucesso em sua 15ª edição, garante Rilder Medeiros, organizador do evento.

Ao PORTAL DO OESTE, Rilder garantiu a realização da 16ª edição em 2020, possivelmente no mês de agosto. antes do período eleitoral.

Compartilhe:

Comments

comments

5 opiniões sobre “Professora faz vaquinha para levar alunos à Feira do Livro

  • 5 de novembro de 2019 em 09:58
    Permalink

    Enquanto isso os alunos da rede pública do estado tiverem à disposição uma frota de ônibus, todos com ar condicionado, TV a bordo e água de coco à vontade.
    Macaco não olha pro rabo.
    Sinceramente, é muita picuinha…

    Resposta
  • 5 de novembro de 2019 em 10:16
    Permalink

    Manoel, concordo com você, infelizmente a Impresa de Mossoró, só enxerga defeito no governo da Rosalba. Enquanto isso só dão notícias boas do governo Fátima. É muita picuinha mesmo. Né não?

    Resposta
  • 5 de novembro de 2019 em 11:14
    Permalink

    Acho que faltou planejamento no agendamento da data . Pois os ônibus são prioritários da Rota estudantil. Porém depois que eles fazem a rota sendo agendado existe sim ônibus para outros serviços . Por exemplo agora tá acontecendo os Jem’s e as escolas da rede com dificuldade de transporte tem os ônibus a disposição inclusive enviamos atletas pra jogar os Jerns em Natal agora em outubro.

    Resposta
  • 5 de novembro de 2019 em 11:48
    Permalink

    É pra rir ou chorar? Prefiro rir. Acredito muito no trabalho da minha diretora e ouvi ela ligando para o setor de transportes e a resposta foi que não tinha. Já pedi pra agendar um ônibus pra uma aula de campo na casa do poeta Antônio Francisco e duas vezes não teve. Vou falhar com Meus Tesouros (alunos)? Vou não viu!!! Não precisa responder quem me criticou. Picuinha faz quem vive de politicagem. Eu primo em formar cidadãos conscientes para serem livres.

    Resposta
  • Pingback: Direção de escola se manifesta sobre “vaquinha” – Blog do Barreto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *