Professores da Rede Municipal rejeitam reajuste aprovado pela Câmara e mantém greve

Professores seguem em greve (Foto: Sindserpum)

Um dia após a aprovação do reajuste de 3,75%, os professores municipais decidiram em assembleia pela continuidade e fortalecimento da greve iniciada na última semana.

A categoria quer o cumprimento do piso nacional que estabelece reajuste de 4,17%. A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) afirma que já paga o piso.

Uma agenda de atividades está programada para esta semana e a tendência é que a greve ganhe novas adesões nos próximos dias.

Agentes

Nesta quinta, acontecerá na Estação das Artes uma assembleia com os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate às Endemias (ACE) onde também será votado um indicativo de greve.

Compartilhe:

Comments

comments

4 opiniões sobre “Professores da Rede Municipal rejeitam reajuste aprovado pela Câmara e mantém greve

  • 13 de março de 2019 em 19:31
    Permalink

    Me diga uma coisa, continuar com a greve vai mudar o que? Obviamente nada, só vai prejudicar cada vez mais os serviços q o públicos p quem precisa receber. Né não? Porque mais sedo ou mais tarde, a justiça decretará a ilegalidade da greve. Então o prejuízo maior é prá quem precisa dos serviços. Né. Mesmo?

    Resposta
  • 13 de março de 2019 em 19:54
    Permalink

    Se a greve fracassar nunca mais os professores terão os seus direitos respeitados.
    Espanto-me com os professores não terem levado ao conhecimento de todos que o UNIFORME ESCOLAR não foi entregue em Mossoró nos anos 17, 18 e 19.
    Nessa administração nada foi entregue aos alunos mesmo existindo uma recomendação do MPRN para que o Uniforme Escolar seja entregue no primeiro dia letivo de cada ano.
    Denunciem estes absurdos, professores. Levem isto ao conhecimento de todos. os mossoroenses. Crianças calçando sandálias, com blusas esfarrapadas e calças remendadas frequentam as escolas municipais.
    Mostrem a Mossoró como os alunos da rede pública são tratados por esta administração.
    Reivindiquem seus direitos e aproveitem para reivindicarem o direito dos seus alunos.
    Sou de um tempo que as crianças nos colégios tinham na professora uma segunda mãe.
    Lutem, lutem, lutem.
    Os mossoroenses estão apoiando esta luta que é de todos nós.
    Eu tenho uma filha em escola municipal. Sinto o quanto a minha filha sofre com o descaso da prefeita com a Educação.
    Esqueçam vereadores. Lembram-se da CEI que ia ser instalada?

    Resposta
  • 14 de março de 2019 em 00:34
    Permalink

    Toda minha solidariedade aos professores. A Rosa de Hiroshima quer destruir a carreira de vocês, não aceitem. Detalhe, ainda existem salários atrasados de 2016, 2017 e 2018 na educação municipal

    Resposta
  • 14 de março de 2019 em 15:26
    Permalink

    Recebi do Banco Central e torno público:
    Prezado(a) Senhor(a):
    Agradecemos seu contato e informamos que sua reclamação foi registrada em nosso sistema sob o número 2019098865 e encaminhada à(ao) CAIXA ECONOMICA FEDERAL nesta data, com o seguinte conteúdo:
    _____________________________________________________________________
    Demanda registrada em 13/03/2019 às 16:15
    A CEF me fornece uma planilha de um financiamento imobiliário com INCONSISTÊNCIA, reconhece isto em e-mail que me enviou, mas não fornece uma nova planilha. Quando se reclama ao Banco Central se recebe e-mail da CEF dizendo que a demanda está encerrada. Tudo o que eu desejo é que me seja fornecida uma planilha do meu contrato onde não conste INCONSISTÊNCIA. Apelo aos senhores para que façam a CEF respeitar os direitos dos clientes.
    /////
    SERÁ QUE AGORA A CEF VAI FORNECER UMA NOVA PLANILHA?
    O que impede a CEF de me fornecer uma planilha sem inconsistência?
    O governo Bolsonaro tem que mostrar a que veio e fazer ver aos que ocupam cargos de confiança que o povo tem que ser respeitado.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *