Protesto impõe “presença” de Marleide em solenidade na Câmara Municipal

Mulheres reagem em favor de Marleide (Foto: redes sociais)

De camisas com as frases “ninguém solta a mão de Marleide” e “também sou persona non grata”, professoras ocupam as galerias da Câmara Municipal de Mossoró em protesto contra a negativa de homenagem a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (SINDSERPUM), Marleide Cunha.

Além de ter a proposta de homenagem rejeitada, a sindicalista recebeu o título de persona non grata por parte da Câmara Municipal proposta pelo vereador Flávio Tácito (PPL) e endossada pela bancada governista.

As professoras utilizavam também mordaças.

Nota do Blog: ao portar-se como mamulengos da Prefeitura de Mossoró, a bancada governista está gestando uma nova liderança política na cidade.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Protesto impõe “presença” de Marleide em solenidade na Câmara Municipal

  • 28 de março de 2019 em 16:14
    Permalink

    Minha solidariedade aos nossos verdadeiros heróis da nação: os professores

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *