Queda da atividade da construção civil no RN reduz em agosto

A Sondagem Indústria da Construção, elaborada pela FIERN, aponta que, no mês de agosto, a atividade do setor registrou nova queda e ficou abaixo do padrão usual para o período, tendência que se repete ininterruptamente desde outubro de 2013. Acompanhando o desempenho negativo da atividade, o número de empregados também recuou, mas em menor intensidade do que em julho; e o nível médio de Utilização da Capacidade de Operação (UCO) declinou de 42% para 34%.

Em setembro, as expectativas dos empresários da Indústria da Construção para os próximos seis meses permanecem negativas em todos os aspectos avaliados, a saber: nível de atividade, compras de insumo e matérias-primas, contratação de novos empreendimentos e serviços e número de empregados. Por sua vez, a intenção de investimento ficou praticamente estável, ao passar de 25,4 pontos em agosto para 25,5 pontos em setembro.

Comparando-se os indicadores avaliados pela Sondagem Indústria da Construção potiguar com os resultados nacionais divulgados em 27/09 pela CNI, observa-se que, de um modo geral, as avaliações convergiram, com a diferença de que os empresários nacionais apontaram aumento na utilização da capacidade operacional (UCO) – de 58% em julho para 60% em agosto – e as expectativas em relação ao nível de atividade e aos empreendimentos e serviços nos próximos seis meses são de estabilidade, enquanto os empresários potiguares preveem queda.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *