Redepetro discute situação da indústria do petróleo no RN com a governadora

Redepetro discute projetos com Governo (Foto: Sandro Menezes / GovRN)

A cadeia de petróleo e gás do Rio Grande do Norte conquistou mais suporte político para reaquecimento da atividade onshore (em terra). A Associação Redepetro RN, que congrega empresas do setor, obteve do Governo do Estado compromisso de apoio a essa retomada, em reunião com a governadora Fátima Bezerra, outras autoridades políticas, técnicos do Governo, Sebrae, Potigás, Uern, empresários, entre outros, nesta sexta-feira (27), em Mossoró.

O encontro ocorreu em meio ao anúncio da primeira alta nos últimos anos na geração de empregos no setor de petróleo e gás no RN, que acumulou déficit de 185 e 41 vagas em 2016/2017 e 2018, respectivamente, mas registrou saldo positivo de 104 postos de trabalho, entre janeiro e julho de 2019, segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (TEM). O repasse de campos maduros à iniciativa privada é o indutor desse processo. “A reunião foi extremamente positiva, porque a governadora Fátima entendeu a luta empreendida pela Redepetro desde 2015 para essa retomada e depositou seu peso político para a reação do onshore no nosso Estado”, avalia o presidente da Redepetro, Gutemberg Dias, que representou a associação com outros empresários do setor.

Articulação

Entre as ações, a chefe do Executivo se comprometeu em mobilizar as bancadas estadual e federal em prol de alinhamento único, com vistas à atração de investimentos para o setor petrolífero potiguar. A Redepetro, segundo Dias, também conseguiu sensibilizá-la no propósito de transformar Mossoró na capital do onshore brasileiro.

A ideia também encontrou guarida na Assembleia Legislativa. Presente à reunião, a deputada estadual Isolda Dantas (PT) anunciou que apresentará projeto de lei ao Parlamento Estadual, com essa finalidade. “Esses compromissos motivam a Redepetro a continuar o trabalho pelo soerguimento da indústria do petróleo no Rio Grande do Norte, agora com apoio político no Governo do Estado e na Assembleia Legislativa, reforçando uma disposição já existente no Governo Federal”, comenta Gutemberg Dias.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *