Reforma administrativa da Prefeitura de Mossoró será por partes, revela líder governista

O líder da bancada governista Alex Moacir (PMDB) informou que a reforma administrativa que ainda não chegou a Câmara Municipal será aos poucos e dependendo da situação financeira do município. “O projeto de reforma está sendo concluído”, avisou.

Ele lembrou do anúncio da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) de enviar ao legislativo a criação da Secretaria Municipal de Cultura. “Nós precisamos de um órgão para captar recursos para os eventos da nossa cidade. Já temos o Mossoró Cidade Junina agora em junho e precisamos já ter essa estrutura organizacional”, explicou.

O líder governista esclareceu que tudo depende das dificuldades orçamentárias. “O governo pretende fazer as reformas, mas tem as dificuldades orçamentárias. Nem sempre o que você pensa pode executar por isso será enviada por etapas a reforma administrativa”, justificou.

Pelos lados da oposição, a líder da bancada Isolda Dantas (PT) criticou a postura da gestão. “Nós estamos vendo que esse governo está totalmente desnorteado e com vários problemas”, analisou. Para ela são muitas as irregularidades. “Não é só uma reforma que vai resolver os problemas. Há irregularidades com a legislação”, lembrou.

Ela defendeu que o Ministério Público tome providências. “Estamos ansiosos para que o Ministério Público tome as devidas providências. Porque o que estamos percebendo um conjunto de ações que burlam a lei”, acrescentou.

Compartilhe:

Comments

comments

3 opiniões sobre “Reforma administrativa da Prefeitura de Mossoró será por partes, revela líder governista

  • 14 de março de 2017 em 18:07
    Permalink

    O que a Rosalba precisa fazer urgentemente é uma reforma no seu secretariado.
    Nunca antes tinha visto um secretariado tão fraco.
    Ninguém duvide que de uma hora para outra vários secretários sejam substituídos.
    Brasília ferve com a notícia da nomeação de um primo de Gilmar Mendes pelo Temer para um alto cargo e com o interrogatório do Lula.
    Esta semana ainda promete muito.

    Resposta
  • 14 de março de 2017 em 20:01
    Permalink

    Bom dia. Como sugestão, poderiam analisar a viabilidade econômica e admistrativa da criação de uma Fundação Pública para administrar a Biblioteca Municipal, ou o Museu, Ou Museu do petróleo. E realizar convênios/parcerias com as empresas privadas para manutenção dos referidos acervos públicos.
    Poderia ser uma saida para diminuir os referidos custos, e valorizar a cultura mossoroense.

    Resposta
  • 15 de março de 2017 em 09:51
    Permalink

    Está se revelando um verdadeiro desastre a EDUCAÇÃO na administração Rosalba Ciarlini.
    De Assistência Social nem notícias temos.
    Vejam como está a EDUCAÇÃO na MOSSORÓ MELHOR de Rosalba Ciarlini.
    A) Rede municipal de ensino sem aulas até segunda-feira.
    B) UNIFORME ESCOLAR não entregue e sem licitação feita.
    C) MATERIAL ESCOLAR nem um lápis foi entregue.
    D) MERENDA ESCOLAR pior qualidade nos dias em que aulas não se encerram às 9 horas.
    E) Aulas em escolas e creches, quando aulas têm, se encerrando às 9 horas.
    F) ANO LETIVO teve início no dia 6 de março.
    Será que tudo isto é reflexo de ter Rosalba Ciarlini nomeado para secretária de EDUCAÇÃO uma pessoa que cursou uma faculdade grau 1 na avaliação feita pelo MEC?
    Avaliação do MEC varia do grau 1, menor grau, ao grau 5, maior grau.
    Quando Rosalba Ciarlini vai perceber que é preciso fazer modificações no secretariado? Quando o seu nível de rejeição for superior ao de quando era governadora?
    Hoje milhares de alunos estão sem escola na cidade de Mossoró.
    O MEC tem que adotar alguma providência. Verbas milionárias chegam para a EDUCAÇÃO.
    O que farão com a MERENDA ESCOLAR que deveriam servir aos alunos e que, por conta da paralisação das aulas até segunda-feira, não será servida?
    Fica a pergunta.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *